Congelamento do IPVA

Governador Mauro Mendes diz que projeto aprovado pela Assembleia Legislativa tem vício de origem e será vetado

Foto por: Secom-MT

O governador Mauro Mendes disse que um projeto de lei que congela a cobrança do IPVA para veículos em 2022 deve ser vetado por vício de origem. 

O texto, de autoria do deputado estadual Ulysses Moraes (PSL), foi aprovado em primeira na terça-feira (7) na Assembleia Legislativa. Segundo o parlamentar, a intenção é evitar que a taxa de 2022 suba até 30% por causa da correção pela Fipe. 

A tabela serve de parâmetro para a cobrança do IPVA e tem estimativa de reajuste de 10% nos preços. Isso, conforme Ulysses, elevaria o imposto em 30% em Mato Grosso. 

Mauro Mendes disse que o bê-á-bá da legislação brasileira exige que todo projeto que mexe no Orçamento de municípios, Estados e da União tenha origem no Poder Executivo.  

“Isso é coisa de quem está querendo agradar eleitorado”, comentou Mendes. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. O Projeto de Lei está correto. Não haverá aumento de despesa ou redução de receita, o que se pretende é manter a mesma base de cálculo do IPVA de 2021 em 2022 em razão da disparada no preço dos usados na tabela FIPE em torno de 30% por causa da pandemia e falta de componentes nas fábricas para fabricação dos novos. Não é razoável, o Estado simplesmente se aproveitar da situação, arrecadando 30% a mais de IPVA. Percebem que em qualquer cenário o cidadão sempre leva a pior, e o Estado a melhor? Este é o nosso Governador, lembrem-se disso nas eleições #ficaadica

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPoliciais agem rápido e impedem que incêndio em sala do Fórum de Cuiabá se alastre
Próximo artigoHomem é preso por matar cachorro com paulada na cabeça