Confira como será a vacinação neste sábado e na segunda-feira em Cuiabá

Drive thru exige QR Code impresso tanto para primeira quanto para segunda dose

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Neste sábado (14) a campanha de imunização contra o coronavírus funcionará nos polos de vacinação da Assembleia Legislativa, Sesc Balneário e no drive thru da UFMT. Os outros polos estarão fechados. A coordenação da campanha de imunização em Cuiabá decidiu retornar com o rodízio entre os polos devido à baixa adesão da população à vacinação nos fins de semana. Na segunda-feira (16) todos os polos de vacinação funcionarão normalmente.

A faixa etária de 35 a 39 anos é o grupo que está sendo agendado no momento. As pessoas desta faixa etária devem olhar o cadastro no site da vacinação à noite para ver se foram agendadas para receber a vacina. Apenas os agendados serão imunizados.

Pessoas que precisam tomar a segunda dose devem olhar no cadastro para ver o local onde estão agendadas. Aqueles que não tiverem a agenda da segunda dose no cadastro, devem ir ao polo mais próximo de sua residência, na data marcada no cartão de vacinação. Quem for tomar a segunda dose em algum polo de drive thru precisa levar o QR Code impresso, pois o documento será usado para o registro da vacina no sistema do Plano Nacional de Imunização. É imprescindível levar o cartão de vacinação.

Cadastro

Para se cadastrar, é necessário entrar no site vacina.cuiaba.mt.gov.br e preencher todos os campos obrigatórios. Deste modo, a pessoa entrará em uma fila de espera virtual.  Quando ela for agendada, o sistema do site enviará uma mensagem de WhatsApp automática e/ou um e-mail para a pessoa informando que ela já está confirmada para ir tomar sua vacina.

No dia da vacinação, a pessoa deve levar o QR Code do agendamento impresso, um documento com foto e o comprovante de endereço de Cuiabá. A pessoa também deve estar com o cartão do SUS atualizado.

No caso de vacinação pela categoria profissional, também é preciso apresentar declaração de vínculo funcional. Já no caso das pessoas que se cadastraram pelos grupos de comorbidades ou deficiência permanente grave, além de gestantes, puérperas e lactantes, é preciso apresentar o laudo médico.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJuiz manda o Estado pagar R$ 789 mil para Maluf de direitos trabalhistas
Próximo artigoSilvio Santos testa positivo para covid-19 e é hospitalizado