Condição ao RGA

"Variação de inflação não quer dizer variação de arrecadação", diz Eduardo Botelho sobre acordo proposto pelo governo

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

O deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) retorna ao trabalho esta semana, após uma licença médica. Primeiro-secretário da Mesa Diretora, ele acredita que a principal discussão a ser feita na Assembleia Legislativa de Mato Grosso é acerca da concessão da Revisão Geral Anual (RGA).

Botelho lembra que ficou acordado com o governador Mauro Mendes a proposta de 6,05%, com possibilidade de haver alguma alteração para o próximo ano. O político, contudo, defende que esse índice ficou razoavelmente bom.

O deputado reforça ainda que é preciso avaliar a arrecadação do Estado para  averiguar o índice a ser concedido como a RGA.

A variação de inflação não quer dizer variação de arrecadação, e para pagarmos precisamos da arrecadação. Essas são duas coisas a serem olhadas no momento de dar a RGA lá no ano que vem, em maio, quando o governo mandar a proposta”, conclui.

A afirmação foi feita por Botelho durante a sua presença no encerramento do 15º Circuito Aprosoja que aconteceu nessa segunda-feira (14).

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHora de trabalhar
Próximo artigoIdoso morre após casa que ele morava pegar fogo com lamparina de querosene