Complexo do estádio do Pacaembu é arrematado por R$ 111 milhões

O valor mínimo da outorga fixa era  R$ 37,45 milhões

Foto: Agência Brasil

O Consórcio Patrimônio SP, formado pela Progen – Projetos Gerenciamento e Engenharia S.A e a Savona Fundo de Investimentos em Participações, arrematou hoje (8) a concessão do complexo do estádio do Pacaembu, na capital paulista.

O consórcio apresentou a melhor proposta financeira pelos 35 anos de concessão do estádio: R$ 111,18 milhões. O valor mínimo da outorga fixa era  R$ 37,45 milhões. Os demais concorrentes apresentaram as seguintes propostas financeiras: Consórcio Arena (R$ 88,45 milhões); Wtorre (R$ 46,84 milhões); e ConstruCap (R$ 44,81 milhões). A ata da sessão de abertura de envelopes será publicada no Diário Oficial do município amanhã (9).

Os consórcios e empresas derrotadas no pregão terão cinco dias úteis para apresentar eventuais recursos. Não havendo recursos, será iniciada a fase da habilitação, em que é avaliada a documentação do licitante vencedor.

O concessionário deverá realizar uma série de melhorias no Pacaembu, dentre elas, a reforma de todo o sistema elétrico, hidráulico e de telecomunicações. Também deverá construir 500 m² de novos sanitários, reformar os banheiros existentes, vestiários, lanchonetes, pistas de atletismo, assentos das arquibancadas e implantar geradores com painel de transferência automática.

Segundo a prefeitura, a privatização da administração do Complexo Pacaembu, que ficará sob a gestão da iniciativa privada durante 35 anos, trará ganhos ao município, nesse período, de cerca de R$ 400 milhões, incluindo investimentos, outorga, economia aos cofres públicos e arrecadação de Imposto Sobre Serviços (ISS). Em 2017, o Pacaembu obteve uma receita de R$ 2,46 milhões, enquanto  os gastos para a prefeitura chegaram a R$ 8,3 milhões.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAulas nas escolas da rede estadual começam na segunda-feira (11)
Próximo artigoGoverno publica lista de produtos com bônus em fevereiro