Como utilizar um Spy App para proteger meu(s) filho(s) adolescente(s)?

Hoje não há jovem que não esteja conectado à rede mundial de computadores com um smartphone. Até mesmo crianças pequenas, na faixa de 5~6 anos, tem no smartphone o seu principal brinquedo e entretenimento. É por essa razão que plataformas gigantes como o Youtube criaram um ambiente exclusivo para entretenimento infantil.

Se até pouco tempo o uso de dispositivos eletrônicos era feito quase que exclusivamente para fins de divertimento, o advento do novo Coronavírus e o consequente fechamento das escolas públicas e particulares fez com que a própria vida escolar fosse transferida para o smartphone durante esse período de emergência global. Aulas online, jogos e divertimentos, reunião de amigos online, há muita coisa boa nessa nova realidade, porém, estudos recentes revelaram que ameaças e atitudes nefastas também estão utilizando das redes como meio de expressão. A prática de cyberbullying (assédio moral virtual) é hoje uma realidade entre os jovens e uma grave ameaça à saúde espiritual, mental e física das novas gerações.

Diante de novas ameaças, os pais devem se atualizar

Hoje muito se fala a respeito dos terrores do cyberbullying, prática que se manifesta das mais variadas formas, desde o vazamento de fotos íntimas ou que causam constrangimento até a simples importunação. Embora esse tópico esteja no foco da mídia, não é, definitivamente, a única ameaça que ronda jovens e adolescentes. Estima-se que no Brasil todos os anos desapareçam 40 mil jovens na faixa etária dos 0 aos 18 anos. O motivo para que isso aconteça é variado: insatisfação do jovem para com o lar, maus tratos, desejo de aventura, sequestro, uso de drogas ou o cometimento de algum crime. Há também a percepção de um aumento considerável de transtornos mentais entre os jovens que cada vez mais relatam ansiedade, depressão, falta de foco e motivação, dificuldades de interação social, etc.

Como não poderia deixar de ser diferente, todas essas situações que comprometem o bem-estar de um jovem se desenrolam, hoje, em grande parte através do celular e das redes sociais. Faz-se necessário que os pais mantenham sua vigilância também nos ambientes virtuais.

Spy Apps existem para ajudar

Spy App é uma classe de aplicativo desenvolvido para monitorar não somente o uso de um smartphone, mas tudo o que é enviado e recebido por ele. Como sugere o nome, é um “espião” que coleta e envia informações para o seu cliente sem que a pessoa monitorada perceba, pois funciona como um aplicativo invisível.

Existem muitas opções disponíveis no mercado e de maneira geral todas oferecem um bom serviço. É um recurso excelente para pais que estejam preocupados com a saúde dos filhos. É muito comum que diante de alterações comportamentais dos filhos os pais se sintam perdidos sobretudo nos casos em que o jovem se recusa a contar o motivo por ter mudado de comportamento. Em casos assim um programa para espionar Facebook de outra pessoa é um recurso inestimável para elucidar o motivo pelo qual o jovem mudou.

Que tipo de funcionalidades um Spy App oferece?

Indiferente da marca e do desenvolvedor, tradicionalmente um Spy App oferece:

  • Acesso às mensagens enviadas e recebidas em aplicativos de conversa como WhatsApp, Messenger, Telegram, Instagram, iChat, etc.
  • Relatório completo de telefonemas dados e recebidos.
  • Acesso às fotos enviadas e recebidas no aparelho.
  • Acesso à geolocalização do aparelho, i.e., onde ele está localizado.
  • Quais páginas estão sendo acessadas, quais estão favoritadas, etc.

  • Lista de contatos da agenda telefônica, etc.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGoverno federal adia Enem e pede que estudantes escolham uma nova data
Próximo artigoAlmerinda apresenta super live nesta quarta para ajudar artistas e profissionais de eventos