Como cuidar da saúde do carro no inverno

Confira aqui alguns cuidados essenciais com o seu veículo na estação mais fria do ano

(Foto: https://pixabay.com/pt/photos/inverno-brinquedo-vintage-criativa-2522720/)

Você sabia que além da sua própria saúde, a saúde do seu carro também precisa de cuidados especiais no inverno? Tanto é verdade que especialistas recomendam que, assim como a revisão antes de sair de férias, realizar a manutenção no carro de forma mais minuciosa quando as temperaturas começam a cair, também deveria tornar-se um hábito.

Esta atitude pode ajudar a manter o rendimento, economizar dinheiro em reparos e evitar dores de cabeça com inconvenientes que atrapalham sua rotina.

O que é importante checar?

Os veículos são fabricados para aguentar temperaturas extremas, desde -40°C, em regiões como a Rússia, até 50°C em lugares quentes, como países do Oriente Médio. Porém, isso não significa que dias mais frios ou mais quentes não possam comprometer o funcionamento e a eficiência do carro. Por isso, confira abaixo o que fazer para passar longe do mecânico.

Motor

O motor é disparadamente a parte que mais exige atenção.  Quanto maior a proporção de etanol no combustível que você usa, mais difícil é para o motor pegar de primeira. Insistir nas tentativas de dar a partida pode descarregar a bateria repentinamente.

Além disso, velas, bobinas e cabos também são afetados por essa situação. O vapor gerado pelos combustíveis é o responsável por fazer o motor funcionar no momento da partida. Com temperaturas mais baixas, a produção desse vapor no caso do etanol não é suficiente.

Por isso, carros flex são equipados com sistema de partida a frio. Veículos mais antigos ainda dependem do tanquinho. Nesse caso, é preciso certificar-se que o compartimento esteja abastecido com gasolina e que este combustível ainda esteja em boas condições, pois a gasolina comum perde a validade em até três meses e a premium em seis.

Outra questão é o óleo, que se torna mais viscoso no frio, tomando mais tempo para circular pelo sistema. Por tudo isso, espere o motor chegar na temperatura ideal para forçar o carro com acelerações bruscas, por exemplo. Cheque o ponteiro no painel, os 90°C para os quais os motores são projetados para trabalhar, geralmente estão na metade do marcador.

 Bateria

Como explicado acima, em baixas temperaturas, a partida a frio exige mais da bateria. Além disso, a reação química necessária para que a bateria forneça energia é dificultada no frio, comprometendo ainda mais o funcionamento.

Para evitar a necessidade de chupetas ou até a troca da bateria, a dica é desligar luzes internas, faróis, lanternas e o som, por exemplo. Apostar em carregadores portáteis é útil para quem deixa o veículo parado em casa por muito tempo.

 Ar-condicionado

Não deixe o ar-condicionado desligado durante o inverno. Acioná-lo por alguns minutos três vezes por semana já é suficiente para evitar danos às peças que o compõem. Os componentes não foram feitos para a inanição, se isso ocorrer é possível que haja vazamento do gás do ar-condicionado.

Aguarde o motor atingir a temperatura ideal para colocar o sistema de climatização em funcionamento. Assim, a eficiência será maior, já que ele depende do ar quente gerado pelo motor.

Atenção também para a troca de filtros do ar-condicionado com aquecedor a cada seis meses. Quando isso não acontece, na hora de ligar o equipamento para aquecer o veículo, toda a poeira será espalhada no interior.

Pneus

O frio fará o ar dentro dos pneus diminuir de volume, sendo necessário calibrá-los para atingir a pressão ideal. Valores mais baixos que o indicado pelo fabricante aumentam o consumo e o desgaste.

Limpador de para-brisas

A eficiência das palhetas dos limpadores pode cair pela metade em situações de frio intenso. Isso porque as temperaturas baixas tendem a ressecar a borracha do equipamento. Nesse sentido, o ideal é trocar as palhetas duas vezes por ano.

Pintura

Ceras protetoras e limpadoras são uma boa pedida no clima frio e seco. Em casos de geada elas permitem a retirada do gelo acumulado na lataria apenas com água fria, sem a necessidade de esfregar, e, consequentemente, evitando danos à pintura.

Então, agora você já sabe como é importante cuidar da saúde do carro no inverno e anotou dicas úteis sobre os cuidados necessários. Lembre-se de que a estação mais fria do ano também prejudica o veículo, se não receber os cuidados necessários.

Por: Andreia Silveira, do site Smartia.com.br

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPM grava Barões da Pisadinha
Próximo artigoSuperfaturamento