Como criar um negócio lucrativo em 2021?

Como ganhar dinheiro? Está aí uma pergunta que, com toda a certeza, qualquer pessoa já fez alguma vez na vida. Hoje em dia, na era digital, existem alternativas para quem quer ganhar dinheiro investindo em um negócio lucrativo. 

Entretanto, se levarmos em conta que em 2021 o mundo ainda está sentindo os efeitos de uma pandemia que bagunçou a economia mundial, que a digitalização dos negócios é essencial, vale pesquisar sobre as opções que você tem para abrir o seu próprio negócio.

A internet, nesse contexto, é um campo muito amplo que auxilia quem quer atuar como empreendedor. Para você ficar mais por dentro desse assunto, dê uma conferida nos tópicos abaixo. 

Os empreendimentos na era digital

A internet aos poucos foi entrando no nosso dia a dia. Atualmente já é praticamente difícil imaginar o nosso cotidiano sem o smartphone ou WiFi. 

Quer saber as últimas notícias do momento, a previsão do tempo ou o resultado da partida de futebol do seu time? Basta pegar o seu celular e pesquisar no Google. 

O mesmo vale se você quer encontrar um bom restaurante, um hotel, um produto ou serviço. Isso apenas reforça algo que os bons empreendedores já perceberam: a internet é essencial para qualquer negócio.

Por isso, para você criar um negócio lucrativo em 2021, é fundamental utilizar as ferramentas online para viabilizar esse empreendimento.

O fato é que, independente do seu tipo de negócio, seja ele uma sapataria no seu bairro ou um salão de beleza na garagem da sua casa, ele será lucrativo se você souber investir na boa em uma presença digital.

Um exemplo disso são as Startups. Elas, de uma forma geral, consistem em empresas jovens que atuam em um modelo de negócios repetível e escalável. Normalmente esses negócios são relacionados com a digitalização e a internet.

Economia compartilhada – Entenda o conceito

Entre as alternativas de negócios lucrativos nos dias de hoje, muitos deles são baseados em um conceito bastante interessante: a economia compartilhada.

Esse tipo de economia consiste basicamente no compartilhamento de serviços ou produtos. Ou seja, muito mais do que vender e comprar, o objetivo é compartilhar. 

Um dos motivos para a viabilidade da economia compartilhada é a existência de aplicativos e outras ferramentas digitais que possibilitam a interação entre as pessoas.

Um exemplo de negócio bastante lucrativo e procurado, baseado na economia compartilhada, é o Airbnb, que faz parte do segmento de hospedagem e hotelaria.

O Airbnb é um serviço que permite pessoas do mundo inteiro oferecerem as suas residências para usuários que procuram acomodações com preços mais acessíveis.

Já no segmento de transportes, o Uber é um exemplo bastante conhecido e utilizado. Também não dá para deixar de lado os sites de financiamento coletivo. O Catarse, o Idea.me, o Kickante e o Patreon são alguns exemplos de sites de financiamento coletivo. 

O financiamento coletivo, também chamado de Crowdfunding, é um grande aliado de artistas e empreendedores que querem divulgar as suas obras, organizar um evento ou abrir um determinado negócio. 

Sendo assim, a economia compartilhada traz uma série de benefícios para quem quer criar um negócio lucrativo. Confira mais sobre esses pontos positivos abaixo. 

Diminuição de gastos

Por meio do compartilhamento de recursos físicos, humanos e intelectuais, você vai ter condições de disponibilizar diferentes produtos e serviços sem a necessidade de fazer um investimento muito elevado.

Estimula o compartilhamento e reuso

A economia compartilhada carrega em si uma mudança de filosofia. Por meio dela é possível substituir o “acumular coisas” pelo “dividir as coisas”, o que evita o desperdício e estimula o consumo consciente.

Além do mais, ela estimula a proteção do meio ambiente, pois incentiva o surgimento de uma consciência ambiental entre as pessoas. 

Possibilidades de desenvolvimento

Você terá a possibilidade de ofertar serviços para uma grande quantidade de consumidores, utilizando, por exemplo, apenas uma plataforma. 

Sendo assim, o seu negócio poderá terceirizar as tarefas para os proprietários de recursos, que vão atender às necessidades dos clientes.

Graças a isso novas tendências profissionais surgem no mercado, permitindo o aparecimento de novos empregos e mais oportunidades de trabalho e estudos.

A importância dos blogs para os negócios

Para o seu negócio ser lucrativo você terá que investir em um detalhe muito importante: a presença digital. Não importa o segmento do seu empreendimento. 

Na era em que a internet faz parte do nosso dia a dia, ter presença digital é mais do que uma estratégia, mas sim uma necessidade. É aí que ter um site e uma plataforma para postar conteúdo, como um blog, se torna fundamental.

Além da presença digital, um negócio lucrativo nos dias de hoje depende da criação de conteúdo. O conteúdo de qualidade é o combustível do Inbound Marketing, uma vertente do Marketing que tem como principal característica atrair os clientes.

Um blog, nesse caso, é um recurso viável para despejar conteúdo. Imagine, por exemplo, se o seu empreendimento é na área de pet sitting, o serviço que disponibiliza cuidados a animais de estimação e, em alguns casos, até plantas.

Sendo assim, por meio do blog, você poderá efetuar postagens que reforçam a importância desse tipo de serviço, do cuidado com os pets e outras informações relevantes acerca do seu negócio. Além do mais, um blog também traz outras vantagens como as que veremos a seguir. 

É fácil de ser criado e gerenciado

Plataformas intuitivas, como o WordPress, permitem hoje em dia que qualquer pessoa, sem grandes conhecimentos sobre programação, tenha condições de criar e administrar um blog. Inclusive, há bons conteúdos na web que podem auxiliar quem está querendo saber como criar um blog.

 

Melhora a presença digital

Os conteúdos postados em um blog melhoram de maneira significativa a presença digital do seu negócio na web, fortalecendo e posicionando a sua marca na mente do seu público.

Lembre-se que ao efetuar postagens no seu blog, a sua empresa tem mais páginas a serem indexadas no Google. Isso facilita que outros sites possam ser linkados ao seu, o que melhora o posicionamento nos buscadores e ainda atrai mais tráfego.

Ajuda a jornada do cliente

Em se tratando de Inbound Marketing (ou Marketing de Atração), existe um conceito muito importante, conhecido como Funil de Vendas.

Nesse contexto, os conteúdos no seu blog podem dar um empurrãozinho nos clientes, os auxiliando a avançar de uma etapa para outra no “Funil”, estimulando que eles cheguem no momento da decisão de compra. 

Isso ocorre porque, ao acompanhar a página, o cliente em potencial mantém contato com a sua marca e é conquistado aos poucos pelo seu conteúdo.

Fácil monitoramento

Os blogs, de uma forma geral, contam com recursos que permitem acompanhar quais conteúdos geram mais engajamento com o público. Isso facilita compreender melhor os interesses e o perfil de quem procura o seu negócio.

Além disso, facilita ainda mais a criação de conteúdo e de estratégias capazes de viabilizar mais vendas.

Diante de todas essas e outras vantagens, é possível aferir que o seu negócio (seja ele de qualquer segmento) se torne lucrativo quando você utiliza um blog como estratégia para criar conteúdo capaz de atrair o público.

Canal de vídeos – Uma alternativa lucrativa

E falando em criar um negócio lucrativo, também não dá para deixar de fora o formato audiovisual. Os vídeos, hoje em dia, são excelentes canais para a criação e a propagação de conteúdo.

Se lá nos primórdios da internet os vídeos eram sinônimo de mídia pesada, arrastada e de qualidade precária, a situação mudou com os avanços e as melhorias na tecnologia de streaming.

Hoje em dia, os vídeos rodam com mais facilidade na internet e isso tornou o formato audiovisual um dos queridinhos do público e, obviamente, também dos gestores. 

Por essa razão, não é uma surpresa saber que o Youtube hoje em dia já funciona como um mecanismo de busca tão importante quanto o próprio Google.

Não custa lembrar que, além de ser utilizado como um atrativo a mais para viabilizar as vendas do seu negócio, um canal de vídeo pode ser o seu próprio negócio. Em suma, você pode criar um canal de conteúdo no Youtube e adotar estratégias para monetizá-lo.

As alternativas de conteúdo que você pode criar são inúmeras. Elas vão desde dicas sobre maquiagem, carpintaria ou culinária, a resenhas sobre filmes, música, desenhos ou literatura. 

Para que um canal de vídeos tenha bastante inscritos e seja lucrativo, é preciso uma horda fiel de seguidores, pois você deve possuir pelo menos 1000 inscritos, disponibilizar toneladas de conteúdo, atender as diretrizes do Youtube e apresentar um bom desempenho de engajamento.

É difícil? Sim. É impossível? Não. Por isso, para que esse seu empreendimento na web seja lucrativo, você deve ter em mente algumas premissas básicas. 

Fale a língua do seu público

Não importa o segmento do seu canal, se o objetivo é falar sobre gestão de negócios ou os lançamentos da franquia Star Wars. O fundamental é adotar uma linguagem que cative o seu público.

Invista na qualidade do conteúdo

Vídeo é conteúdo em movimento e se você quer lucrar em 2021 com eles, é preciso pensar muito na qualidade. 

Imagem nítida, luz boa e som sem ruídos formam o conjunto ideal para ter qualidade nos vídeos. Sendo assim, invista o que puder para atender a esses aspectos e o retorno certamente virá. 

Capriche na edição

Para atrair seguidores é importante que o seu canal se diferencie desse oceano de outros canais no Youtube. É aí que se torna importante adotar uma edição criativa para os seus vídeos. 

Para isso você pode utilizar as mais variadas ferramentas de edição, entre elas estão o Adobe Premiere Pro, o Final Cut e o Vegas.

Faça um bom roteiro

Um roteiro bem feito agiliza a organização do seu conteúdo, planejando melhor a duração do vídeo, o tornando mais atrativo e eficiente.

Por isso, vale pensar em uma boa trilha sonora, uma fala introdutória que incentive o seu público a assistir ao seu conteúdo, bem como pensar nos aspectos técnicos, como garantir um áudio de qualidade e uma boa iluminação.

Loja Virtual – Conheça as características e as vantagens

Em tempos de era digital, não há como deixar de lado o investimento em uma loja virtual. O e-commerce já era uma opção lucrativa antes da pandemia, mas depois da Covid-19 ela se tornou fundamental para viabilizar as compras sem gerar aglomeração.

Hoje em dia, tanto os gestores que gerenciam uma loja física, quanto os que querem abrir um negócio, podem obter bastante lucro ao investirem em uma loja virtual. A razão disso reside nas vantagens que esse tipo de negócio proporciona. 

Facilidade

Não é difícil abrir uma loja online. O Prestashop, por exemplo, é uma plataforma que apresenta funcionalidades adequadas para isso. Há também outras plataformas que viabilizam tal iniciativa, como o Shopify, Magento e até mesmo o WordPress. 

Versatilidade

Uma loja virtual pode vender qualquer produto. Isso gera várias possibilidades para atrair os diferentes tipos de público. É possível criar uma loja online para vender produtos artesanais que você produz, ou material de informática, ou de jardinagem, enfim, opções não faltam.

Agilidade

A venda pela internet já não assusta tanto. Os procedimentos são fáceis e as melhores ferramentas de e-commerce são equipadas com eficientes protocolos de segurança. Portanto, vários consumidores já são adeptos das compras online.

Inclusive, em 2020, de acordo com o E-Commerce Brasil, as compras na internet aumentaram de maneira significativa, especialmente por causa do agravamento da pandemia.

O que é Marketplace e os seus benefícios?

Uma loja virtual é um negócio bastante lucrativo na atual era digital. E quando se fala nesse tipo de empreendimento, é sempre bom lembrar do Marketplace.

O Marketplace é um modelo de negócio bastante vantajoso na atual era digital, proporcionado lucros significativos para os gestores.

De uma forma geral, podemos afirmar que um Marketplace funciona como uma espécie de shopping center, porém ambientado no meio virtual.

Enquanto um shopping center convencional consiste em várias lojas reunidas em um determinado local, o Marketplace apresenta várias lojas virtuais. Portanto, se você possui uma loja online, pode cadastrá-la em um Marketplace.

Os benefícios que essa alternativa traz são vários. Entre eles vale destacar alguns abaixo. 

Maior Alcance

Ao fazer parte de um Marketplace, você passa a contar com uma boa vitrine para divulgar o seu negócio.

Pelo fato da plataforma contar com lojas variadas, públicos diversificados são atraídos para ela, possibilitando que a sua marca seja mais conhecida.

Mais vendas

Com uma boa estrutura e estratégias de divulgação bem construídas, os marketplaces conseguem atrair um bom volume de acessos para o seu site.

Com a maior exposição de produtos ou serviços, maiores são as chances de você aumentar as suas vendas. E por falar em vendas no e-commerce, confira os produtos mais vendidos na internet atualmente e analise se é possível incluí-los em seu portfólio de produtos. 

Investimento baixo

Você deve negociar a sua participação da sua loja virtual no Marketplace. Após fazer isso você estará pronto para receber a visita dos clientes e efetuar as vendas.

Tráfego otimizado

Em um Marketplace a sua marca ganhará mais relevância e isso vai resultar em mais buscas pelo seu produto ou serviço.

Conheça algumas possibilidades de negócios lucrativos em 2021

Sim, sabemos que o mercado, em vários segmentos, está saturado. Por outro lado, a era digital, por meio de algumas ferramentas, traz novas possibilidades, proporcionando com isso o surgimento de novas profissões e tecnologias. Confira algumas propostas abaixo. 

Venda de infoprodutos

Os infoprodutos consistem em e-books, podcasts, vídeos e outros formatos de conteúdos. Eles são uma excelente alternativa de negócios para quem quer investir na produção de conteúdo e cursos online.

Ao vender infoprodutos, você começa a investir em um negócio escalável. Isso significa que você tem em mãos um produto com potencial praticamente ilimitado de vendas.

Venda de produtos alimentícios 

O segmento alimentício é um setor de mercado que sempre tem consumidores. Além do mais, as alternativas nem sempre demandam altos custos. É possível, por exemplo, vender bolos, brigadeiros, doces e outros tipos de iguarias.

Além disso, é possível utilizar as redes sociais para divulgar os produtos, bem como criar uma loja online ou atender totalmente via delivery, sem necessidade de grandes estruturas. 

Franquias

Um dos maiores benefícios do investimento em franquias é a reputação que já vem com a marca. Isso permite que o público confie mais nos produtos vendidos. Desse modo, as franquias possuem uma grande possibilidade de se consolidar no mercado.

Canal de Podcast

Estamos vendo um boom de canais de podcast. E por mais que já existam diversos canais, ainda há espaço para muita inovação. 

Um podcast, nada mais é do que um programa de rádio transmitido também por imagem. Sendo assim, há muito espaço para novos temas e abordagens.

Cursos online

Os cursos online são ótimas opções para quem deseja ter um negócio lucrativo. No entanto, é preciso dominar um assunto de verdade e caprichar no conteúdo.

Essa é uma forma de obter renda recorrente, tendo em vista que a partir de um único curso é possível fazer várias vendas e assim ter um negócio sempre escalável com atualizações ou novas versões. 

Com criatividade e planejamento, é possível criar um negócio lucrativo em 2021

Caso você queira um negócio próprio para investir, fique atento para as possibilidades que a tecnologia disponibiliza. Por meio de várias ferramentas digitais, é possível vender produtos, infoprodutos, criar canais de vídeos, enfim, várias opções.

Além disso, é fundamental estudar a área onde você pretende atuar e conhecer o perfil dos potenciais clientes. Com isso você garante maior segurança durante o desenvolvimento do projeto.

Portanto, fique atento para a realidade do mercado e pesquise a respeito de técnicas de Marketing Digital. Com isso, você terá mais condições de obter lucros.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.