Comando sob tensão

Deputados negam conflito por presidência da assembleia e transferem disputa judicial aos partidos políticos

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

O comando da Assembleia Legislativa entrou no último ano de mandato dos deputados estaduais com disputa judicial.

O ex-presidente e primeiro-secretário Eduardo Botelho (DEM) diz que o assunto não atrapalha a relação com o atual presidente Max Russi (PSB). 

Porém, os partidos de ambos disputam força na Justiça sobre quem deveria ficar com o cargo. O processo de análise do caso está parado no Supremo Tribunal Federal (STF), sem data para julgamento do colegiado. 

Max Russi articula para permanecer na presidência e Botelho, que diz acatar o que for decidido pelos ministros, vê possibilidade retorno e não irá rejeitar o direito de ocupar a posição. 

PSB argumenta que o assunto está decidido, o DEM entrou na disputa após o PSB encarar o assunto como questão também partidária. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNômades digitais: trabalhadores estrangeiros podem ficar até um ano Brasil
Próximo artigoOrçamento para 2022 sancionado