Com um pé na Ásia

Marcelo Duarte deverá comandar os trabalhos no escritório da Abrapa em Singapura

Marcelo Duarte, primeiro da esquerda para a direita, deve ser o líder do escritório permanente para promover a pluma brasileira no mercado asiático

Os cotonicultores brasileiros, por meio da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), avançaram no fechamento de um acordo de cooperação técnica com o governo brasileiro para incrementar o comércio do algodão junto a países da Ásia.

O vice-presidente da entidade, Júlio Cézar Busato, esteve reunido nesta semana com o embaixador do Ministério das Relações Exteriores, Augusto Pestana, e com o diretor de negócios da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), para finalizar a estratégia que prevê a instalação de um escritório permanente para promover a pluma brasileira no mercado asiático.

O diretor de relações internacionais da Abrapa, Marcelo Duarte, também participou da reunião. Ele, que já passou pela Secretaria de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso, deverá comandar os trabalhos na unidade.

Durante a posse da Ampa, em Cuiabá (MT), Duarte revelou ao LIVRE que as negociações estavam bem adiantadas e que as perspectivas são as melhores. “Será um novo desafio, mas estamos prontos e tenho a certeza que vamos obter bons resultados com a implantação desse escritório na Ásia”, disse.

Duarte disse ainda que o ponto será estratégico para as exportações da pluma brasileira, que bateram recordes nesta safra em que o Brasil produziu 2,8 milhões de toneladas, sendo Mato Grosso responsável por 1,948 milhão de tonelada. “Lá é o nosso principal mercado internacional, responsável por mais de 80% das exportações brasileiras. Se quisermos aumentar nossos números, é fundamental que estejamos perto do mercado asiático”, disse.

O diretor-executivo da Abrapa, Marcio Portocarrero, também participou do encontro.

Projeto

O projeto de abertura do escritório permanente da Abrapa em Singapura foi entregue à ministra da Agricultura Tereza Cristina em agosto deste ano, durante encerramento da Missão Compradores 2019.

Hoje o Brasil é considerado o segundo maior exportador de algodão do mundo, ao negociar um total de 2,1 milhões de toneladas na safra 2018/2019. Com o feito, ocupou o posto que era da Índia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOrquestra Unimed
Próximo artigoÁguas Cuiabá substitui redes antigas de 12 bairros