Flauta Mágica e Flor Ribeirinha se unem em espetáculo na Musiva

O show inédito de fim de ano terá sessão única no próximo dia 12 de dezembro (quarta-feira); ingressos à venda!

Um memorável encontro entre as artes erudita e popular, em clima de fim de ano, reúne, pela primeira vez no mesmo palco, Flor Ribeirinha e Instituto Flauta Mágica. Dois dos grupos mais representativos da cultura mato-grossense de destaque nacional, se apresentam na Musiva no inédito show “Flauta & Flor” que terá sessão única, às 21h, no próximo dia 12 de dezembro (quarta-feira).

E o encontro ainda soma à uma boa causa: doando um livro infantil é possível pagar meia-entrada e ainda ajudar o Papai Noel Pantaneiro Clóvis Mattos a levar um natal especial para as crianças ribeirinhas, através do projeto Inclusão Literária. Ingressos podem ser adquiridos por R$ 60 e R$ 30 (meia-entrada e 01 livro) nas lojas da Casa de Festas, Mexe o Doce e no site www.tichticket.com.br.

A experiência promete aos conterrâneos uma mostra de espetáculos que encheu os olhos de um público internacional. Em 1h e 20 minutos de show, os grupos irão se intercalar, interagindo na abertura e fechamento.

Campeão Mundial de Folclore na Turquia, o Flor Ribeirinha dança o Brasil, como fez no encerramento da Copa do Mundo 2018; o Flauta Mágica, por sua vez, apresenta repertório que consagrou o grupo com o troféu Disney Performing Arts, em Orlando (EUA).

“O Flor Ribeirinha elevou a cultura regional à condição de ‘produto exportação’ arrebatando o primeiro lugar numa competição mundial enquanto que o Flauta, utilizando a velha e simples flauta doce, inovou a educação musical ao nível de ser considerada pela UNESCO como um dos melhores projetos de educação e cidadania do Brasil”, afirma o maestro Gilberto Mendes, idealizador do Flauta Mágica.

Instituto Flauta Mágica na Disney

Para Domingas Leonor da Silva, fundadora do Grupo Flor Ribeirinha, a união é um marco para a trajetória de 25 anos do grupo da tradicional comunidade São Gonçalo Beira Rio.

“Somos admiradores do trabalho realizado pelo Flauta Mágica e o convite em unirmos forças para continuarmos firmes na caminhada, veio ao encontro dos nossos sonhos para os 300 anos de Cuiabá. Este espetáculo que é uma ponte entre o erudito e o popular, além de ser um presente de final de ano para todos que assistirem, vai contribuir com a continuidade das ações de manutenção e difusão da arte e cultura mato-grossense pelo Brasil e o mundo. E a população poderá fazer parte disso”, ressalta.

Dona Domingas (Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJovens arrombam joalheria e furtam dezenas de relógios e joias em ouro e prata
Próximo artigoCrediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência