Com repertório de Tribalistas a Liniker, grupo Caimbé celebra o amor livre em show

Espetáculo será apresentado ao público cuiabano nesta sexta-feira (5), às 20h

Caimbé é formado por Gabriela Queiroz, Rô Leão, Pedro Trauer e Nicolas Rosato (Foto: Brunna Maria)

Em novo espetáculo que será apresentado ao público cuiabano nesta sexta-feira (5), o grupo Caimbé clama pela liberdade de ‘ser’ e ‘amar’ em canções autorais de Rô Leão e releituras da nova MPB. No repertório, expoentes como Liniker e Tulipa Ruiz são celebrados, junto a outros grandes grupos, como Tribalistas e Doces Bárbaros.

O show “Livre para amar” ocorre às 20h, na Sala Anderson Flores do Cine Teatro Cuiabá. Os ingressos estão à venda na bilheteria por R$ 20 (meia entrada) e R$ 40.

Formado por Gabriela Queiroz, Nicolas Rosato, Pedro Trauer e Rô Leão, o grupo apresenta sonoridade leve e intimista em quatro vozes, arranjos coletivos e instrumentos variados.

“O resultado nunca é aquele que a gente prevê quando o ensaio começa. Esse trabalho coletivo e democrático já faz parte da identidade do grupo e tem tudo a ver com o tema do show”, diz Pedro Trauer, cantor e multi-instrumentista.

Para Rô Leão, cantor, tecladista e co-diretor do espetáculo, o Caimbé busca construir um repertório inclusivo, que também dê voz a artistas da MPBTrans. “São compositores e intérpretes que manifestam na arte a sua luta diária pela existência”, destaca.

No ponto alto do espetáculo, o grupo entoa “Não Recomendado”, de Caio Prado: “um protesto contra a intolerância e a marginalização daqueles que são considerados moralmente inadequados”.

Gabriela Queiroz ressalta a tolerância e inclusão, contra qualquer forma de discriminação, como bandeiras do grupo. “Nem todas as identidades de gênero e formas de afetividade são socialmente aceitas. Muitas pessoas vivem diariamente o medo de sair de casa, não só pela violência com que todos têm que lidar, mas também pela violência contra a própria identidade”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Todos aqui têm couro suficiente para aguentar”, rebate Dias Toffoli
Próximo artigoHomem vai atrás de ex-mulher e tenta matá-la atropelada