Com queda de juros e facilidades de financiamento, mercado imobiliário faz campanha com condições imperdíveis para compra de imóveis

Valores mais atrativos do metro quadrado são diferenciais em imóveis usados

Seja para investir ou para morar a aquisição do imóvel nem sempre precisa ser na planta ou mesmo de lançamentos, esta realidade do mercado imobiliário torna atrativo o fechamento de negócios em imóveis que estão prontos para morar. Por se tratar de um investimento seguro, o segmento responde rapidamente com a recuperação da economia. De olho no mercado e sempre acompanhando as tendências do desempenho da construção civil, o Grupo São Benedito que se prepara para lançar novas linhas residenciais, volta a realizar uma nova campanha de imóveis, desta vez entra na gama de condições especiais imóveis prontos para morar.

As condições são imperdíveis, ampliam as possibilidades de compra para diversas faixas de renda. São terrenos, casas e apartamentos à partir de R$ 120 mil. Além do preço mais atrativo, a revenda tem facilidades que sanam as lacunas financeiras mesmo para quem não pretendia comprar imóvel nesse momento, o fato é de que a construtora negocia 100% da entrada, a fórmula é negociar 20% de entrada, dividida em até 60 vezes direto com a construtora, e o saldo restante com financiamento bancário.

“O mercado reage e o Grupo São Benedito acompanha esta volatilidade, em muitos casos a compra do imóvel é definida pela entrada, e nesse item o Grupo São Benedito tem expertise e grande margem de negociação exclusiva. Assim conseguimos alinhar as necessidades do cliente para assinatura do contrato”, defende Heitor Barua, gerente de planejamento do Grupo São Benedito.

A campanha de revenda, no entanto, segue apenas até o dia 31 de março. Entre os itens que comprovam preços e condições diferenciadas é possível destacar terrenos em condomínio alto padrão por R$ 500 o m², ou mesmo apartamentos com valores diversos a partir de R$ 125 mil.

“O mercado reagiu trazendo novamente a confiança para firmar compromissos de longa duração, um dos nossos maiores indicadores deste ambiente mais salutar é a volta da queda da taxa Selic, hoje na casa de 4,5% ao ano. Sabemos que a redução da taxa sempre patrocina mudanças contundentes nas taxas de juros dos financiamentos imobiliários, deixando assim o setor atrativo para os investidores”, define o gerente comercial do Grupo Fábio Reuter.

Neste contexto o Grupo ainda orienta que ter imóvel locada, por exemplo, rende mais frutos financeiros se comparados a inúmeros investimentos de renda, os imóveis , principalmente os bem localizados tem valorização garantida.

AI: Luciana Gaviglia 965) 99253 0622

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmanuel responde
Próximo artigoÔnibus poderão parar fora do ponto para pessoas com deficiência

O LIVRE ADS