Com baixa procura do público, Cuiabá muda cronograma de vacinação

Imunização de pessoas classificadas como prioritárias tem ficado em 50% e nos fins de semana o movimento despenca

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

A procura por vacinas contra a covid-19 está em baixa em Cuiabá. A quantidade bem aquém da estimativa da prefeitura levou a mudanças no cronograma e no funcionamento dos postos de imunização. 

A redução começou a aparecer na entrada da fase de chamamento de pessoas com diagnóstico de doenças crônicas (comorbidades), classificadas nos grupos de alta prioridade. Conforme o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), a média de imunização tem ficado em 50%. 

De cada duas pessoas que o município estima ter prioridade para a imunização apenas uma tem iniciado o esquema de vacinação. A queda teria sido o motivo para a prefeitura incluir outras pessoas à frente na fila de espera. 

“A imunização de pessoas com comorbidade está baixa, em média de 50% daquilo que nós esperamos para receber a vacina. Eu, como gestor, me via no direito de incluir pessoas com outras características e que estão mais expostas ao contágio”, afirmou o prefeito em entrevista na quarta-feira (2). 

Rodízio nos polos 

Nessa sexta-feira (4), a prefeitura anunciou nova mudança no cronograma. Os polos de vacinação não ficarão todos abertos, por enquanto, no mesmo dia quando for feriado ou fim de semana.  

Conforme a Secretaria de Saúde do município, Cuiabá tem capacidade de aplicar mais de cinco mil doses por dia nos cinco polos em funcionamento – Centro de Eventos do Pantanal, SESC Balneário, Assembleia Legislativa, SENAI da Avenida XV de Novembro e SESI Papa (drive-thru). 

Mas, nos feriados e nos sábados, já houve registro abaixo de 50% de doses aplicadas desde que entrou na fase de imunização de pessoas comorbidade e a meta de mil doses por polo ainda não foi alcançada. 

“Sábado passado fizemos em torno de 400 doses no Centro de Eventos do Pantanal. No feriado de Corpus Christi [quinta, 3], fizemos 983 doses somando todos os quatro polos que funcionaram, o que não dá nem 25% do número de pessoas agendadas”, afirmou a gerente de Vigilância Epidemiológica de Cuiabá, Flávia Guimarães. 

Novos canais com fraco efeito 

A infectologista diz que a queda tem sido persistente mesmo com a abertura de novos canais de informação para avisar as pessoas classificadas na etapa correspondente a comparecer para a vacinação. 

“É uma situação lamentável, porque estamos todos empenhados em imunizar a população, temos buscado aprimorar cada vez mais o serviço, inclusive enviando mensagens por WhatsApp e e-mail quando a pessoas é agendada, mas não temos visto o mesmo interesse das pessoas em também colaborar com a aceleração do processo de imunização coletiva”, disse. 

Para comparar os números, nas primeiras fases da campanha, quando menos de dois mil doses ficam disponíveis por dia, o agendamento para vacinação era esgotado em menos de 15 minutos após a liberação pela prefeitura.  

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Conversa para boi dormir… primeiro coloca um monte de barreira, veja bem, as pessoas podem até terem feito o agendamento, mas quando vai ver o necessário para vacinar, tinha o tal do atestado, então primeiro o pobre tem que ir marcar com o clinico ou outro especialista, se for clinico e a comorbidade for no coração, tem que agendar com o especialista, lá o especialista não vai dar de cara o atestado, vai solicitar exames, mais gastos, uma consultinha particular com especialista não sei por menos de 500 conto de reis, tá de boa até ai né…. baratinho, fora os exames, toda burocracia etc, a pessoa resolve esperar avançar mesmo a vacinação, depois vem os iluminados tentar descobrir os motivos da baixa procura… agora deve ter mudado o protocolo, mas falta divulgar e aliviar mais na burocracia.

  2. ouuuuuuu, se quiser fazer de graça os exames para pegar o atestado, só agendar no SUS… deve ser isso que aconteceu, pessoal esperando consulta no SUS para poder pegar atestado e ir vacinar..kkk

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCovid-19: mortalidade de gestantes é mais que o dobro da média no país
Próximo artigoCuiabá enfrenta Fluminense no Rio de Janeiro com incertezas no time