Com alvará especial de R$ 400, Chapada dos Guimarães libera festas de fim de ano

Estabelecimentos e espaços de concentração poderão receber até 80% da lotação máxima e sem horário restrito para atendimento

(Foto: Pixabay)

A Prefeitura de Chapada dos Guimarães (60 km de Cuiabá) liberou as festas de fim de ano na cidade. Poderá haver locais de concentração para queima de fogos, mas os espaços devem ser preenchidos somente até 80% de sua capacidade máxima para receber pessoas.

A autorização está em um decreto publicado nessa quinta-feira (3). 

A flexibilização tem foco, principalmente, na comemoração de virada do ano. Mas os estabelecimentos terão que fazer um pedido especial para abrir nesta data. Não foi divulgado limite de horário para atendimento ao público.  

A prefeitura justificou no decreto que considera segura a flexibilização das regras sanitárias por causa do baixo nível de contágio pelo novo coronavírus. Contudo, algumas regras deverão ser cumpridas, como distanciamento de um 1,5 metro entre as pessoas em locais de concentração para o Réveillon. 

A autorização especial para os estabelecimentos deverá ser solicitada até o dia 20 e custará R$ 400 para eventos com lotação máxima de 150 pessoas. Para a lotação acima de 150 pessoas, o preço sobe para R$ 500, com acréscimo de R$ 250 para cada 100 pessoas a mais. 

A multa para quem abrir sem a autorização da prefeitura vai de R$ 500 a R$ 15 mil. 

“As festividades de final de ano fomentam a econômica local, gerando renda e empregos para os cidadãos chapadenses, oportunidade em que os empresários podem diminuir os prejuízos decorrentes das restrições impostas pelo combate ao covid-19“, informa um dos itens do decreto. 

Conforme o boletim informativo da pandemia divulgado no fim da tarde desta quinta-feira (3), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), Chapada dos Guimarães tem seis casos ativos da covid-19, com risco de contágio em 1,19%, o que é considerado baixo. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFeriadão aos servidores
Próximo artigoMP investiga prefeito de Rondonópolis por suspeita de superfaturamento