Com 100% das UTIs ocupadas, Rondonópolis decreta toque de recolher

Populares estão proibidos de circular pelas ruas de madrugada e comércio tem capacidade de atendimento reduzida

Imagem Ilustrativa (Reprodução: Agência Brasil/Rahel Patrasso)

Com o argumento de conter a disseminação do coronavírus (Covid-19), o prefeito de Rondonópolis (225 km ao Sul de Cuiabá), José Carlos do Pátio (Solidariedade), decretou toque de recolher no município no período das 22h às 5h.

A medida está em vigor desde sexta-feira (26) e será válida até o dia 8 de março.

Pelo decreto, os estabelecimentos de qualquer natureza econômica estão autorizados a funcionar no período das 5h às 22h desde que respeite o limite de 30% da capacidade de lotação.

A regra vale para bares, restaurantes, supermercados e igrejas. Estabelecimentos vinculados a saúde estão dispensados de cumprir a medida.

As conveniências poderão comercializar mediante entrega domiciliar, retirada rápida ou drive thru, sendo proibido manter mesas e cadeiras ou fornecer produtos para consumo no local do estabelecimento.

Também está a proibida a utilização de som, ao vivo ou mecânico, em qualquer estabelecimento no município.

A decisão por medidas mais restritivas foi tomada, principalmente, em função da lotação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) públicas.

Na manhã de quinta-feira (25), por exemplo, não havia nenhum leito de UTI na rede pública disponível e um paciente da cidade de Primavera do Leste aguardava na fila por uma vaga, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde.

É a primeira vez, desde o início da pandemia, que Rondonópolis não tem leitos de UTI para casos graves de covid-19.

Nesta semana havia mais pacientes que a capacidade de leitos disponíveis. Ao todo, os hospitais públicos de Rondonópolis dispõem de 30 leitos destinados exclusivamente para os quadros graves de Covid-19. Atualmente, todas as vagas estão ocupadas.

Rondonópolis tem população de 232.491 habitantes. De acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, o município registra 19.353 casos confirmados e 524 mortes em decorrência do coronavírus (Covid-19).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmpresário é preso por importunação sexual de candidatas em entrevista de emprego
Próximo artigoProva da OAB é suspensa por conta da pandemia