Colheita da maior safra de algodão da história de MT entra na reta final

As únicas regiões que ainda não encerraram a colheita são a oeste, sudeste, e médio-norte

Foto: Gabriele Schimanoski / O LIVRE

A colheita da safra recorde de algodão em Mato Grosso se aproxima do fim. Ao todo já foram colhidos 99,47% dos mais de 782 mil hectares cultivados. A expectativa é que o Estado colha a maior safra da história, 1,3 milhão de toneladas – 22% a mais que na safra anterior. Restam ainda pequenas áreas a serem concluídas nas regiões oeste, sudeste e médio-norte do Estado.

Segundo o boletim do Instituto Mato-grossense de Agropecuária (Imea), publicado nessa segunda-feira (17), as altas temperaturas e a baixa umidade, na última semana, contribuíram para o encerramento dos trabalhos em alguns núcleos.

Graças ao bom clima, a média do avanço semanal da colheita no Estado foi de 2,01 pontos percentuais. Uma produtividade com mínimas de 210 arrobas por hectare e a máxima de 320 arrobas no mesmo espaço. Ainda falta colher 0,8% do plantio da região oeste, 0,73% da região sudeste e 0,2% da região médio-norte do Estado.

O relatório ainda aponta que nas últimas semanas o foco do produtor tem sido destruir as soqueiras, além do processo de beneficiamento. O primeiro trabalho consiste em retirar os resquícios da produção e visa a evitar o comprometimento da futura safra com infestação de pragas. O último, em separar os grãos das sementes.

De acordo com os reportes de beneficiamento, em grande parte do estado a produção da pluma tem sido de boa e excelente qualidade.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLaís Yasmin segue na disputa do The Voice; afinação é elogiada por técnicos
Próximo artigoFalta de médicos ainda prejudica Santa Casa de Cuiabá 18 dias após fim da greve