Coisas do Brasil

"Quem foi que entrou com essa ação?”. “Foi o senhor mesmo"

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma “proeza” do ex-governador Pedro Taques (PSDB) recentemente se transformou em um “causo” contado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes da Costa, em uma entrevista coletiva.

Ao ser questionado sobre a hidrovia do Rio Paraguai, o ministro contou que, não faz muito tempo, o Ministério Público Federal havia conseguido na Justiça barrar a realização de estudos de viabilidade técnica desse canal de transporte.

“Depois, o procurador que entrou com a ação virou governador do Estado”, ele disse, revelando que, ao trocar de cargo, Pedro Taques – que ele não citou nominalmente – quis investir no estudo.

E ao ser informado que não poderia fazer isso por conta da decisão judicial, segundo Tarcísio, Taques já não se lembrava quem estava atrapalhando seus planos.

“Quem foi que entrou com essa ação?”, o então governador teria perguntado. “Foi o senhor mesmo”, teria respondido o interlocutor, de acordo com o ministro.

Tarcísio terminou o assunto afirmando que “fazer infraestrutura no Brasil é um exercício de perseverança”, graças a “arquitetura do não fazer” que impera no país.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSaudade de Game of Thrones? Série focada nos Targaryens só deve estrear em 2022
Próximo artigoNovos resultados apontam contaminação em outras marcas da Backer; veja lista

O LIVRE ADS