|terça, 21 agosto 2018

    Cinco perguntas para LÚDIO CABRAL

    80
    COMPARTILHECOMPARTILHE
    Lúdio Cabral - 5 Perguntas

    O ex-vereador Lúdio Cabral (PT) decidiu encarar as urnas novamente nas eleições deste ano. Depois de duas derrotas tentando cargos no Poder Executivo – disputou a Prefeitura de Cuiabá em 2012 e o governo estadual em 2014, e ficou em segundo lugar nas duas eleições –, desta vez, ele pretende tentar uma cadeira na Assembleia Legislativa.

    Apesar de não ter sido eleito, as duas candidaturas trouxeram a Lúdio projeção, e fizeram do ex-vereador um dos nomes mais conhecidos do PT em Mato Grosso. O petista defende o partido e afirma que, mesmo com todos os problemas e escândalos dos últimos anos, os quais ele classifica como “perseguição midiática e judicial”, o Partido dos Trabalhadores segue na luta e ainda é o partido com maior aprovação entre os brasileiros.

    O trabalho como médico da rede municipal de saúde rendeu a Lúdio dois mandatos de vereador na capital, marcados pela oposição contundente que fez aos ex-prefeitos Wilson Santos (PSDB) e Chico Galindo (PTB).

    Confira a entrevista de Lúdio Cabral ao LIVRE:

    1 – Seu jingle da campanha a prefeito de Cuiabá em 2012 dizia mais ou menos assim: “Lúdio, que está com o povo, que está com a Dilma, com o Lula e com o Silval…” O que houve de errado, que só sobrou o povo?

    LÚDIO CABRAL – Em 2012 a campanha em Cuiabá reproduziu a aliança nacional entre PT e PMDB, enfatizando a necessidade de entrosamento entre município, estado e união. O jingle sintetizava isso. Refletiu uma conjuntura política, que agora é passado. E o PMDB aliado de então hoje é nosso adversário, responsável pelo golpe que está destruindo a democracia, o estado de direito, as conquistas econômicas e sociais do período Lula-Dilma e a soberania nacional. Nós do Partido dos Trabalhadores seguimos na luta ao lado do povo brasileiro.

    2 – Depois do Mensalão e da Lava Jato, o PT tem salvação? Qual a receita?

    LC – Apesar de toda a perseguição midiática e judicial, o Partido dos Trabalhadores é ainda hoje o partido com o qual a população brasileira mais se identifica. Pesquisas de opinião apontam que somos o partido preferido de 21% dos eleitores brasileiros. O segundo colocado tem três vezes menos preferência. A única receita é sempre estar ao lado daqueles que o PT representa, os trabalhadores brasileiros.

    3 – Do ponto de vista da saúde municipal, quem é melhor prefeito de Cuiabá: Chico Galindo, Mauro Mendes ou Emanuel Pinheiro? Por que?

    LC – A atual secretária de saúde de Cuiabá, Elizeth Araujo, é uma excelente profissional e a melhor dentre os secretários destes três governos. Mas falta a ela e ao conjunto dos trabalhadores da saúde o que sempre faltou na saúde em todos esses governos: autonomia técnica, administrativa, financeira e política.

    4 – Em sua delação, Silval Barbosa disse que os deputados estaduais faziam uma “fila indiana da corrupção”. A política de Mato Grosso está na UTI ou tudo não passa de uma virose?

    LC – Só tem um jeito. A população fazer escolhas cada vez mais conscientes, sem o peso do poder do dinheiro, para melhorar a qualidade da representação política que temos.

    5 – A saída de Allan Kardec é positiva ou negativa para o partido?

    LC – É sempre ruim a perda de um quadro político eleito pelo partido, mas é muito importante a sintonia entre o partido e o parlamentar. Quando essa sintonia deixa de existir, há prejuízo para ambos.

    Saideira – O que o senhor pretende estar fazendo em janeiro de 2019?

    LC – Acho que essa pergunta é se eu serei candidato este ano e a que cargo. Já me decidi, serei candidato a deputado estadual este ano e, caso os trabalhadores de Mato Grosso me deleguem esse mandato, estarei em janeiro finalizando o planejamento para exercê-lo com qualidade a partir do dia 1º de fevereiro de 2019.

    Deixe um comentário

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Bairro Cuiabá História Municípios Policia
    Polícia Civil prende filho acusado de matar pai por esganadura em Confresa
    Ex-prefeito, pai de brasileira morta chega ao Paraguai e nega prisão de suspeito
    Marido mata homem porque ele olhou sua mulher dançar em festa de aniversário
    Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
    Arquiteta teria fugido por acreditar que acidente se tratava de assalto, dizem testemunhas
    Ritmo de campanha: Taques cola em Dante, Mauro em Blairo e Wellington no verde; ouça jingles
    Janaina Riva aposta em segundo turno entre Wellington e Mendes
    Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
    Cinco unidades do Indea são revitalizadas com recursos de Fundos
    Soja tem cenário promissor e área plantada deve crescer
    Setor de couro quer melhorar qualidade e aumentar exportações
    Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
    Sesc Arsenal oferta minicurso sobre adaptação literária em multimídia neste sábado
    Evento circense reúne artistas da América Latina em Cuiabá com apresentações ao público
    Fotógrafos profissionais e amadores terão consultorias gratuitas nesta semana
    Corrupção Economia Eleições Estados Política
    Comitê para Migrações repudia agressões a venezuelanos
    Pesquisa da CNI mostra melhora na confiança dos empresários
    Temer e ministros discutem situação de venezuelanos em Roraima
    Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
    Começam inscrições para concurso docente da UFMT
    Por R$ 23 mil, Tribunal de Justiça de Mato Grosso lança concurso para magistratura
    Sejudh abre concurso para agentes penitenciários com salários de até R$ 3 mil
    X