Cinco dicas para curtir a Feira do Vinil; vai ser neste sábado

Beber cerveja artesanal, enquanto petisca um quibe de peixe e claro, fica de olho nos LPs raros...

De volta à agenda cultural da capital mato-grossense, a já tradicional Feira do Vinil chega a sua 18ª edição na Casa Cuiabana, neste sábado (25). O evento reúne antiguidades, artesanato, gastronomia, música e arte autoral, em uma única tarde, em Cuiabá. Será das 14h às 20h30 e a entrada é gratuita.

A Casa Cuiabana está localizada na Rua General Vale, 181, Bandeirantes. Mais informações pelas redes sociais @feiradovinilmt (Instagram) @feiradovinilcuiaba (facebook).

Listamos cinco coisas para fazer no evento:

Encontrar discos raros…

Serão cerca de 3 mil itens, entre discos de vinil, CDs e DVDs, além de camisetas temáticas e vitrolas à disposição dos colecionadores, sejam eles iniciantes ou mais experientes. Além da compra, vai rolar troca de discos, uma tradição sustentável que contribui com a circulação dos “bolachões”.

…Curtir um som baiano e cuiabano

No teatro de arena do quintal cuiabano, projetado para uso múltiplo, uma zona musical acústica receberá apresentações musicais diversas. O músico baiano Matheus Pirôpo, de passagem pela cidade, mostrará suas influências da MPB em canções autorais ao público cuiabano junto a Jéssica Sabiá. A banda de indie-rock Miolo D’America e o “monstro das pick-ups” Dj Spinha também são atrações.

Beber cerveja artesanal e comer bem…

Na zona gastronômica, a Feira do Vinil ganha força com quitutes vegetarianos, charcutaria artesanal especializada, hambúrgueres e fast-foods diferenciados, como kibes de peixe, da Toca do Jaka. Para beber, cervejas artesanais da KessBier – produzidas em Mato Grosso -, além doces e sobremesas gourmet.

…Presentear

Na zona criativa, produtos sustentáveis feitos por artesãos e empreendedores estarão à disposição do público. Uma boa oportunidade de presentear com joias, artesanato, crochê, origamis, além de peças de brechós e de ateliês de moda afro.

Prestigiar a literatura mato-grossense…

Nesta edição, a literatura local estará em evidencia. O projeto Leia Arcada, editora colaborativa, voltada ao engajamento de novos escritores, aproveita o espaço para divulgar os quatro livros recém-lançados, dos escritores Danilo Fochesatto, Lorenzo Falcão, Rodrigo Meloni e Júlio Custódio.

Também vai rolar literatura beatnik e quadrinhos, com os sebos de livros usados e novos que levam ao evento HQ’s, além obras relacionadas à história da música, músicos e bandas.

…E mais!

Para integrar o público às atrações, vai rolar qüizz para sorteios de brindes, como discos, camisetas e outros itens.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSilval Barbosa nega ter roubado R$ 1 bilhão de dinheiro público em MT
Próximo artigoPapa denuncia “agruras e desafios diários” dos católicos na China

O LIVRE ADS