Cinco dicas para arrasar no primeiro encontro

Não existe receita infalível, mas algumas coisas podem ser feitas para o primeiro encontro ser inesquecível

Junho pode estar longe, mas aposto que já está nos planos de muitos brasileiros encontrar, até lá, alguém para amar e ser amado, em um relacionamento sério, doce e leve.

Com diversos aplicativos criados com a finalidade de facilitar esse contato entre duas pessoas abertas à possibilidade de se apaixonar, muita gente acaba correndo o risco de transformar o primeiro contato em um relacionamento virtual por meses a fio.

E o motivo, às vezes, é o simples medo de fazer algo que desagrade o outro logo à primeira vista.

Se você está nessa situação, pode ser que esse texto venha para ajudar um pouquinho. Listamos cinco dicas para você conseguir criar um encontro memorável, com boas chances de um segundo ser marcado.

1. Tenha noção e escolha um lugar legal

A palavra “noção” é a mais adequada para um primeiro contato. Não precisa ser paranoico(a), mas tenha noção que você pode passar uma primeira impressão péssima caso, por exemplo, convide sua companhia para lugares que nada tem a ver com os dois.

Chamar a pessoa para ir na sua casa assistir a um filme é uma ideia péssima. Várias interpretações sobre a sua real intenção com esse convite podem surgir.

Primeiros encontros tem um charme completamente único e lugares públicos oferecem – principalmente – segurança para os dois lados. E o que não falta em cidade nenhuma são lugares para sentar, conversar e se aproximar.

Evite cinemas. Novamente, é a primeira que os dois vão se encontrar, logo não é uma boa ideia perder duas horas inteiras de conversa e interação por conta de um filme. Pior ainda é resolver conversar durante a sessão atrapalhando o divertimento alheio.

Parques sempre são boas opções, mas preste atenção no clima. Se chover, não vai ser legal.

Cafeterias também tem atraído boa parte dos jovens. E se ela estiver dentro de uma livraria, fica melhor ainda.

Centros culinários com food trucks também são uma boa opção. Aliás, um jantar é sempre uma boa dica.

E se você quer ser mais descolado(a), uma das ideias mais originais do momento é um jogo em um escape room. O único problema é ser uma atividade relativamente cara.

2. Saiba conversar

Quantos encontros já não se transformaram em desastres perfeitos? Algumas vezes, pode nem ser sua culpa. Se a pessoa não estiver receptiva, perceba e tente criar um novo assunto que a engaje. E se ainda assim não der certo, pode ser melhor simplesmente desistir. Quando um não quer, dois não brigam.

Conversar é um ato natural e não é preciso tremer de medo na perspectiva de ter que colocar sua oratória em prática. Se vocês já se falavam pela internet, é só continuar o assunto que interesse aos dois.

Aqui, aliás, cabe uma dica a parte. Se empenhe em manter o interesse ativo do seu par por alguns dias antes de chamá-lo para sair. Um match não significa que você já pode convidar a pessoa no dia seguinte.

É sempre legal falar o que sentiu nos últimos dias, enquanto conversava com a pessoa, a elogie e seja simpático(a). Um sorriso é simplesmente capaz de mudar tudo.

Com o filtro dos primeiros contatos virtuais, é possível conhecer bastante a pessoa a ponto de saber qual tipo de humor ela gosta. Então, faça piadas e dê opiniões autenticas sobre as coisas que os dois têm em comum.

É possível falar de livros, música, filmes, jogos, séries, esportes, eventos culturais, histórias curiosas do seu passado. E, principalmente, faça perguntas (muitas)!

Saiba ouvir seu parceiro e tente não exagerar muito em fazer elogios involuntários para si próprio. E evite política e religião.

3. Vá livre de preocupações

Se você for audacioso demais, é capaz de afugentar qualquer pessoa que tope se encontrar com você. Novamente, tenha noção! Mas também não precisa planejar cada ato e palavra premeditadamente.

Se estiver inseguro(a), carente demais, irritado(a), deprimido(a) ou muito ansioso(a), seu parceiro vai notar rapidamente que algo está errado. A tensão vai existir sempre, mas ela precisa ser o mais “natural” possível.

Quando você vai calmo para qualquer evento social, é muito mais provável que consiga aproveitar um pouco mais a experiência.

Lembre-se do ditado que “quando é para ser, simplesmente acontece”. Então, não se sinta incapaz ou não merecedor da outra pessoa. Fuja desse pensamento deprimente.

4. Fique atento a sua imagem

Parece insanidade dar essa dica, mas é realmente necessário. Mantenha-se limpo, literalmente. Escove os dentes, cheque o hálito, tome um bom banho, arrisque um perfume, corte as unhas e faça um penteado simples, mas cuidadoso.

O conjunto de roupas também é importante, mas isso varia de acordo com o seu gosto. De novo, como é muito provável que vocês já se conheçam da internet, é provável que ambos gostem do estilo do outro. Então, é uma boa conservar o visual das fotos do Tinder.

E, por favor, não finja ser mais jovem do que realmente é. E isso não tem nada a ver com beleza física, que é um conceito bem subjetivo de cada um.

Elogie a pessoa, caso você se atente que ela dedicou um tempo a mais para se arrumar. Ela vai apreciar o gesto.

E se foi você que gastou um tempão se arrumando, simplesmente é proibido chamar a atenção para isso.

Agora, o truque mais importante é estar atento à linguagem corporal, afinal, você notará se a pessoa está receptiva a beijar ou não. As dicas são simples.

Braços cruzados são um péssimo sinal, assim como pés virados na direção oposta à você.

Mas cabeças levemente inclinadas para a direita mostram que a pessoa está atenta ao que você fala.

A técnica de espelhamento também é excelente, então, se a pessoa está imitando seus gestos, ela está consideravelmente envolvida.

Além disso, foi confirmado pela Universidade de Purdue: jantares que terminam com sobremesas facilitam bastante a pessoa estar mais aberta à você. É a carga hormonal de endorfina, o hormônio da “felicidade”.

Dica extra. Não faça isso

Evite ao máximo o celular. É broxante não ter a atenção da outra pessoa.

Manter contato visual é importante, mas não encare a pessoa por muito tempo. Isso assusta qualquer um.

5. O par perfeito não precisa ser uma cópia sua

Sim, é muito bom quando diversas características, gostos e comportamentos em comum surgem espontaneamente, mas é legal pelo menos dar uma chance ao seu par para te surpreender quando isso não acontece.

Eu discordo veementemente que os opostos se atraem, mas há um limiar no qual essa constatação é verdadeira. Por isso, se você não encontrar muita coisa em comum com a outra pessoa, mas se sentir atraído e interessado por ela, dê uma chance para um segundo e talvez terceiro encontro.

Pessoas são diferentes e se apaixonar é um dos maiores mistérios bioquímicos do mundo. Muitas coisas dependem para isso acontecer e, às vezes, não vai ser a primeira vista. É importante persistir até ter certeza do seu sentimento e também do sentimento alheio.

De resto, também é uma boa ideia lembrar do passado e aprender com seus erros. E boa sorte nos encontros!

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRecheio e cerveja na massa, estes são os segredos do pastel de Jangada
Próximo artigoCliente briga em boate, acusa seguranças de agressão e se nega a pagar conta