Choveu e faltou luz? Um cabo elétrico caiu sobre o carro? Saiba como agir!

Saiba como proceder também, em casos de queima de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos

Imagem Ilustrativa (Foto: Pixabay)

A temporada de chuvas chegou. Para responder a alguns dos principais questionamentos dos consumidores a Energisa elaborou um e-book com dúvidas mais frequentes sobre o tempo chuvoso. Reproduzimos o conteúdo para que você saiba como agir, por exemplo, caso um cabo energizado caia sobre seu veículo. Você sabia que não pode sair do carro?

Tempo chuvoso, atenção redobrada. Confira a seguir:

Por que é mais comum faltar energia quando chove?

O período chuvoso em Mato Grosso é marcado por uma alta incidência de raios e ventos fortes. Esse cenário tem impacto direto no sistema elétrico, já que a rede é aérea e está sujeita a condições climáticas severas.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), os raios são responsáveis por cerca de 70% dos desligamentos na rede de transmissão e 40% na de distribuição de energia e queima de transformadores no Brasil.

Durante os temporais são frequentes casos de quedas de árvores, deslizamento de terras e objetos que são lançados sobre a rede, causando o rompimento de cabos de energia e a destruição de postes, provocando o desabastecimento de energia.

Para amenizar esses transtornos, a Energisa investe constantemente na modernização e manutenção do sistema elétrico.

Como a Energisa sabe em quais locais estão sem energia? Precisamos avisar sempre?

O sistema elétrico em Mato Grosso conta com tecnologias de automação que permitem o
monitoramento da rede de energia em tempo real. Com esses equipamentos inteligentes na rede, sempre que há alguma ocorrência, comprometendo o fornecimento de energia para um bloco grande de clientes, é emitido um alerta no Centro de Operações Integrado da Energisa.

A distribuidora orienta que o cliente faça contato por meio dos Canais de Atendimento e informe a falta de energia, pois nem toda a rede é monitorada 100% com esses equipamentos.

Antes de realizar o contato com a concessionária o cliente deve verificar se os seus disjuntores internos e externo estão ligados. Agindo assim, os clientes contribuem para diminuir deslocamentos desnecessários das equipes operacionais no dia a dia do
atendimento emergencial.

Por que a luz fica piscando em alguns momentos durante chuvas fortes?

A rede de energia conta com equipamentos inteligentes que atuam para garantir que o
fornecimento de energia seja o mais seguro possível. Os religadores são esses equipamentos que desligam a rede quando o sistema é atingindo por um raio ou objetos lançados pelo vento. O equipamento fará algumas tentativas de religamento da rede, o que causa a impressão de que a luz está piscando, quando na verdade é o sistema de proteção
evitando curtos-circuitos e danos ao sistema e aos clientes.

Quando necessário, as equipes são enviadas em campo para verificar se há danos físicos na rede com necessidade de intervenção dos eletricistas, substituição de equipamentos e outros serviços. Por isso, o atendimento pode levar mais tempo, dependendo do local do problema e da complexidade do dano.

Como proceder em casos de queima de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos?

A avaliação para esses casos é realizada de acordo com as regras estabelecidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e aplicadas em todas as concessionárias de energia do país. Segundo as regras, em Mato Grosso, o cliente deve entrar em contato com a Energisa por meio de seus Canais de Atendimento em até 90 dias após a ocorrência.

É importante que o cliente tenha em mãos a data e horário do ocorrido, unidade consumidora, marca e modelo do aparelho e relate os problemas apresentados.

Nem sempre a causa do dano tem a ver com a rede de energia, pois o raio também pode entrar na residência por meio de antenas e rede de telefonia. Por isso, é importante realizar manutenção periódica nas instalações elétricas internas da residência e possuir sistema de aterramento.

Quando não há ressarcimento de danos elétricos?

Quando não houver registro de ocorrência no sistema elétrico da unidade consumidora, na data e horário aproximados aos informados pelo cliente no ato da abertura da reclamação do dano elétrico. Também não haverá ressarcimento quando o equipamento for consertado sem autorização prévia da distribuidora ou, ainda, quando o cliente for atendido por uma rede com tensão maior que 2,3 KV. Além disso, não haverá ressarcimento quando a avaliação técnica concluir que o dano não foi oriundo da rede elétrica.

Como evitar danos nos equipamentos?

Para evitar a queima de aparelhos, a Energisa orienta que o cliente mantenha em dia as instalações elétricas da residência, incluindo o aterramento das tomadas. Durante chuvas com raios, a maneira mais eficaz de evitar danos é retirar os aparelhos da tomada. Problemas em aparelhos eletroeletrônicos nem sempre são causados por distúrbios na rede de energia. Outros fatores podem provocar falhas no funcionamento, como má utilização e tempo de vida útil do equipamento.

Deixar o carregador de celular na tomada, mesmo que sem o aparelho, pode danificar caso ocorra descarga elétrica? Há consumo de energia nesta prática?

Assim como os demais dispositivos e equipamentos elétricos, carregadores de celular e computadores conectados à tomada representam risco para a segurança das pessoas e afetam o funcionamento do aparelho, em caso de raios. Quanto ao consumo de
energia, mesmo sem o aparelho de celular conectado ao carregador, há um consumo mínimo, pois ele está ligado à tomada.

Para evitar o desperdício de energia e ainda garantir a segurança, principalmente de crianças, retire o carregador da tomada quando o carregamento do dispositivo móvel for concluído.

Quais são os procedimentos de segurança caso um cabo energizado caia sobre o veículo?

Permanecer dentro do veículo e ligar para Energisa no 0800 646 4196. Uma equipe irá até o local isolar a área e garantir que as pessoas saiam do interior do carro com segurança. A energia é invisível, então você não saberá se o cabo está energizado ou não. Outra dica importante: nunca se aproxime do veículo ou dos cabos caídos ao chão na tentativa de prestar socorro. Ligue para o Corpo de Bombeiros (193).

Canais de Atendimento ao Cliente

Aplicativo para celular Energisa On (disponível para iOS, Android e Windows Phone)
WhatsApp: 65 9 999-7974 (Gisa, atendente virtual)
0800 646 4196 (ligação gratuita)
www.energisa.com.br
Facebook.com/energisa
Twitter @energisa
Agências de atendimento presencial Ouvidoria 0800 65 1111

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior[PRODUÇÃO] núcleo jovens comunicadores
Próximo artigoBar secreto em Cuiabá checa “credenciais” dos clientes e exige senha na entrada

O LIVRE ADS