China encontra vírus da peste suína africana em ingredientes de ração animal

O caso surge apesar de a China ter proibido em setembro o uso de resíduos de alimentos e sangue de porco como matérias-primas na produção de alimentos para suínos

O vírus da peste suína africana foi encontrado em alguns ingredientes proteicos elaborados com células de sangue de porco e fabricados por uma empresa com sede em Tianjin, na China, informou a Administração Geral das Alfândegas em um comunicado na terça-feira (25).

A matéria-prima para 73,93 toneladas de produtos proteicos contaminados, usados principalmente na alimentação animal, veio de 12 abatedouros de Tianjin, disse a alfândega.

O órgão também emitiu um alerta para reforçar os testes para o vírus da peste suína africana nas exportações de tais produtos e alertou as fazendas de Hong Kong e Macau a aumentarem os controles sobre as importações de ração animal.

O caso surge apesar de a China ter proibido em setembro o uso de resíduos de alimentos e sangue de porco como matérias-primas na produção de alimentos para suínos, em uma tentativa de deter a disseminação da doença.

A China já registrou mais de 90 casos de peste suína africana, que é mortal para porcos, mas não afeta humanos, desde que a doença foi detectada pela primeira vez no país no início de agosto.

Brasil

Neste período também foram descobertos alguns casos de infestação da bactéria aqui no Brasil. Em setembro, o Ministro de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, chegou a emitir um alerta e pediu ajuda aos brasileiros que fosse para o exterior.

Em vídeo, Maggi pediu para que os brasileiros que estavam em viagem não trouxessem alimentos, principalmente de origem suína, para não ter risco de a doença voltar a dar problemas aqui no Brasil.

Contudo, em outubro foram registrados quatro casos de infecção pela bactéria aqui no Brasil. Todos no estado do Ceará. O último registro até então havia sido em 2010. Sendo que no ano anterior foram registrados 18 focos em todo território nacional. Todos os casos aconteceram no norte do país, nos estados do Amapá, Pará, e Rio Grande do Norte. Sendo que a maior quantidade ocorreu no Rio Grande do Norte, com 12 casos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPesquisa pretende aproveitar rejeitos de dessalinização para cultivar alimentos
Próximo artigoPRF registra 1.166 acidentes em rodovias no feriado de Natal