Chapada: MPE pede impugnação de Gilberto Mello

Por condenações, o ex-prefeito estaria inelegível por oito anos

O Ministério Público Estadual (MPE) pediu a impugnação da candidatura de Gilberto Mello (PL) à Prefeitura de Chapada dos Guimarães.

Na ação, assinada pelo promotor de eleitoral Carlos Henrique Richter, Gilberto é acusado de improbidade administrativa no período em foi prefeito da cidade (2005-2008).

Segundo o documento do MPE, Gilberto não prestou contas de convênios com o Ministério da Saúde e também foi condenado pelo Ministério Público Tribunal de Contas da União (TCU) por direcionar licitações. O ex-prefeito teve seus direitos políticos suspensos por três anos.

O promotor se refere a dois convênios que foram reprovados pelo Tribunal de Contas da União (TCU), na área da Saúde. Um envolve projeto na área de Educação e Saúde do Idoso e outro teve irregularidades na aquisição de material permanente para funcionamento do SUS, na cidade. Nesse último não houve prestação de contas.

O promotor considera na ação que Gilberto o promotor defende que, segundo a Lei Complementar 135/90, o ex-prefeito está inelegível por oito anos, impedido portanto de participar das próximas eleições municipais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJubileu de ouro (opaco) da UFMT
Próximo artigoQuatro candidatos a prefeito das principais cidades de MT podem ser barrados