Chapa eleita para comandar o Creci vai recorrer de decisão do TRF

Chapa “PRA FRENTE CORRETOR” sustenta que a decisão que manteve indeferimento de candidatura "não se sustenta juridicamente por inúmeros fatores"

A chapa vencedora da eleição para comandar o Creci/MT de 2022 a 2024 informou que vai recorrer da decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região que voltou a indeferir seu registro de canditura.

O indeferimento ocorreu pela comissão eleitoral do COFECI e foi questionado na Justiça. A 8ª Vara Federal/SJMT anulou esse indeferimento, mas uma decisão do TRF-1 restaurou a ação da comissão eleitoral.

LEIA TAMBÉM

Em nota, a chapa eleita – “PRA FRENTE CORRETOR” – informou, todavia, que vai ingressar com um novo recurso. E pontuou: “certo é que ela (a decisão do TRF-1), mais cedo ou mais tarde, será reformada, visto que não se sustenta juridicamente por inúmeros fatores”.

Confira o que diz o restante da nota:

“A começar pela patente ilegitimidade do requerente, o Sr. Benedito Odário C. e Silva, que não tem legitimidade e interesse algum em questionar os requisitos de elegibilidade dos autores do mandado de segurança.

Sobre o tema, é de se ressaltar que o Sr. Benedito sequer fora admitido nos autos como terceiro interessado, tendo aparecido no processo, de paraquedas, unicamente após o feito ter sido sentenciado e, curiosamente, depois de ter sido derrotado nas urnas.

Com todo respeito a decisão precária do TRF-1, esta não demonstrou nenhuma das hipóteses legais acima explicitadas, as quais dão ensejo a concessão de efeito suspensivo ao recurso, a revelar o completo equívoco e a necessidade de reforma da r. liminar.

Respondendo agora de forma direta as inúmeras manifestações de apoio e também de preocupação, digo o seguinte.

‘Temos a partir de agora mais uma BATALHA e com muita fé em Deus e em nome de TODOS os corretores de imóveis de MT que acreditam na democracia e na livre escolha pelo voto, Eu digo o seguinte.- já cumprimos a parte mais importante de uma nobre missão, ganhamos a eleição no voto e todos sabem disso. De outro modo fico aqui pensando como deve ser difícil para o atual Presidente e sua pequena turma de perdedores terem que recorrer aos meios mais estranhos, covardes e rasteiros para tentar desesperadamente se manter no poder.’

Deve ser muito difícil querer OBRIGAR O CORRETOR DE IMÓVEIS A ACEITAR ELES NO PODER MESMO QUE O JÁ CORRETOR DISSE NÃO ATRAVÉS DO VOTO Amanhã ainda já estaremos preparando nossa defesa para resguardar os direitos dos corretores de imóveis de MT que já decidiram essa eleição votando na chapa 2 e em mim para PRESIDENTE. Que Deus nos abençoe e nos proteja de todo mal. Abraços. Presidente legitimamente eleito e diplomado, Contreira”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO náufrago
Próximo artigoEncontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso