Certificado sem urgência

Maioria dos deputados federais de Mato Grosso não quer celeridade para votar a criação de certificação de imunização

(Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

Cinco de sete deputados federais de Mato Grosso rejeitaram votar em urgência o projeto de lei que cria o certificado de imunização para os brasileiros que já concluíram o esquema da vacinação contra a covid-19. 

A atribuição de regime de urgência na tramitação do projeto de lei 1.674/2021 foi votada nessa terça-feira (6) na Câmara Federal e recebeu 232 contra e 232 a favor e quatro parlamentares se abstiveram – dentre eles Neri Geller (PP-MT). 

Doutor Leonardo (SD) e José Medeiros (PODE) votaram a favor. Para tramitar com celeridade, o projeto precisava de 257 votos. 

O Certificado de Imunização e Segurança Sanitária (CSS) estabelece ao portador livre ingresso em áreas públicas e privadas sem atender a restrições de aglomeração, uma espécie de passaporte de imunizados. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorALMT promulga PEC para reintegrar 61 servidores da Empaer
Próximo artigo“Tem que ter vergonha de não pagar imposto”, diz Paulo Guedes sobre tributação de dividendos