Cerca de 7 mil tomam as ruas de Cuiabá em protesto contra cortes na Educação

O protesto estava previsto para ocorrer em diversas cidades do país ao mesmo tempo

As ruas do centro de Cuiabá foram tomadas por manifestantes no início da tarde desta quarta-feira (15). O motivo: os cortes no orçamento da educação, em especial para universidades e institutos federais, promovidos pelo governo Jair Bolsonaro (PSL).

A estimativa da Polícia Militar é que o protesto – convocado principalmente por profissionais do setor – reuniu cerca de 5 mil pessoas. Já a organização do evento estimou um público de 7 mil manifestantes.

O ato contra os cortes na educação teve concentração na praça Alencastro, em frente à Prefeitura de Cuiabá. De lá, os manifestantes saíram em passeata pela avenida Getúlio Vargas, passando pelas ruas Barão de Melgaço, Generoso Ponce e Prainha.

O ponto de encontro final foi novamente na frente da Prefeitura. Uma equipe de 25 policiais militares acompanha a manifestação que, conforme a assessoria da PM, até o momento, ocorre de forma pacífica.

Por conta do aglomerado de pessoas, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) bloqueou as ruas transversais do centro de Cuiabá. Agentes de trânsito acompanharam o ato, orientando os motoristas sobre as rotas alternativas.

Ainda de acordo com a Semob, as vias seriam liberadas à medida em que os manifestantes passassem por elas.

(Foto: Sintep/MT)

Ato nacional

A manifestação não foi exclusividade de Cuiabá. O protesto estava previsto para ocorrer em diversas cidades do país ao mesmo tempo.

Enquanto os profissionais da educação protestavam, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, detalhava em Brasília, na Câmara Federal, como os cortes seriam feitos.

Weintraub foi convocado a comparecer na Câmara nesta data. A aprovação ocorreu na terça-feira (14), por 307 votos contra 82.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Isso é só uma manifestação petista disfarçada… a Dilma e o Lula fizeram bilhões de cortes e de roubos e esses aí nunca protestaram pq né? Kkkk amigos petistas q estão ai..sei bem o motivo kkkk

  2. Acho que as pessoas estavam dormindo nos governos e Dilma e Lula. Foram feitos manifestações e greves sim! Muitos direitos não foram tirados por conta dessas manifestações. Ontem foi em defesa da educação! Desses cortes absurdos que o governo está fazendo. O movimento foi apartidário. Lógico que muitos se aproveitam da situação. Vão pras ruas nas próximas manifestação e verão que é minoria que carrega bandeira de partido a ou b.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFacebook restringe transmissão ao vivo para quem violar regras
Próximo artigoDiretor de John Wick diz que está “tratando com cuidado” o reboot de Highlander