Ceia diferentona: estudantes da UFMT criam receitas diferentes para o Natal

Receitas de pratos com baixo custo e bastante nutritivos foram reunidas em livro que pode ser baixado gratuitamente

(Foto: Divulgação)

Com a proximidade das festividades de fim de ano, os ritos que envolvem a época ganham espaço na maioria dos lares brasileiros. A ceia de Natal é um exemplo desse tipo de tradição, que além de ser um momento de união da família à mesa é uma oportunidade de degustar receitas gastronômicas comuns à época do ano.

Pensando nas inúmeras possibilidades de preparos, as refeições saudáveis ganharam espaço até mesmo na tradicional ceia natalina. Estudantes da UFMT desenvolveram pratos que podem se tornar alternativa para um cardápio criativo.

As receitas foram reunidas em um livro e envolvem pratos de baixo custo e bastante nutritivos. A versão digital pode ser baixada gratuitamente.

O menu denominado de “Ceia Experimente” conta, por exemplo, com a entrada de Snack Vegano, com a massa de mandioca, batata doce, farinha de chia e recheio de casca de banana verde. Talharim de grão de bico e espinafre como prato principal e duas opções de sobremesas: brigadeiro real feito com biomassa e flan zero lactose.

Para as pequenas famílias ou até mesmo para quem não tem o dom da cozinha, uma boa opção é um prato muito comum nas mesas brasileiras: a vaca atolada. A receita que conta com ingredientes como a costela bovina e a mandioca foi pensada pelos estudantes para ser comercializada de forma enlatada, uma alternativa para refeições de preparo fácil e rápido.

Criação da ceia

Segundo a professora Priscila Becker Siqueira, a elaboração dos produtos segue um processo específico que consiste em três etapas. “Em um primeiro momento, os alunos idealizam as receitas, pensando sempre em produtos inovadores do ponto de vista de utilização de ingredientes até no método de preparo e embalagem. Após essa etapa, eles desenvolvem um planejamento de marketing e iniciam o desenvolvimento tecnológico do produto”, explica.

A docente acrescenta que as pessoas estão mais abertas às novas possibilidades de alimentação e isso acaba chegando também às refeições de momentos comemorativos como a ceia de Natal.

“Durante a pandemia, diversas famílias adquiriram habilidades de realizar o preparo de suas próprias comidas e até mesmo sua própria massa. O talharim surge como uma ideia muito fácil de se fazer em casa e a introdução do espinafre e do grão de bico traz uma maior qualidade nutricional ao alimento. O prato pronto fica bastante bonito, bem verde e acrescentamos também o molho ao sugo que é vermelho, até mesmo para combinar com as cores da decoração tradicional de Natal”, completa.

A dupla responsável pela criação da receita de talharim de grão de bico e espinafre é composta pelas estudantes Daniella de Arruda Rodrigues e Deborah Aguiar. O macarrão que possui um preparo simples também conta com ingredientes de fácil acesso, o que foi levado em consideração na hora da idealização da receita.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPRF anuncia concurso com 1.500 vagas
Próximo artigoCovid-19: Cuiabá vai seguir o protocolo de vacinação do Ministério da Saúde