Casos de roubos têm redução de 16% em Mato Grosso

As forças de segurança também registraram queda nos casos de roubos em Cuiabá

(Foto: PMMT)

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) registrou queda de 16% nos registros de crimes contra o patrimônio em 2021, em comparação com o ano anterior. A redução está relacionada aos crimes de roubos em geral, incluindo a comércio, residência e à pessoa em Mato Grosso. A Região Metropolitana seguiu a mesma tendência com reduções superiores a 20% dos crimes.

Conforme dados da Superintendência do Observatório de Segurança Pública, em 2020, as forças de segurança registraram 9.937 queixas de roubos em todo o estado, porém, no ano passado, a quantidade reduziu, chegando a 8.310 casos. Foram 1.627 crimes a menos que o ano anterior e isso representa queda de 16% nos registros.

As forças de segurança também registraram queda nos casos de roubos em Cuiabá em um comparativo entre os dois últimos dois anos. Conforme os dados, em 2020, foram denunciados 3.941 roubos na Capital, sendo que no ano passado, o total de casos chegou a 2.924. Isso significa que houve 1.017 ocorrências a menos, equivalente a uma queda de 26%.

O levantamento também indica redução de 22% nos casos de roubos em Várzea Grande, seguindo a tendência do Estado. Os dados indicam que, em 2020, as forças de segurança registraram 1.706 casos, sendo que no ano seguinte o número de roubos comunicados à polícia chegou a 1.381. Isso representou 379 roubos a menos que o ano anterior.

Furtos

Na Capital, os registros de furtos em geral também apresentaram queda de 8%, fazendo uma comparação entre os dois últimos anos. Durante o ano de 2020, os moradores de Cuiabá denunciaram 10.473 furtos às forças de segurança; já em 2021, os registros foram de 9.592 em Cuiabá.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEspecialistas alertam sobre os riscos da compulsão alimentar
Próximo artigoGoverno Federal anuncia ações para o enfrentamento à violência contra crianças indígenas