Caso Toni Flor: julgamento de viúva é marcado para setembro

Empresária Ana Cláudia de Souza Oliveira Flor será julgada pela acusação de ter mandado matar o marido

(Foto: Acervo pessoal)

O julgamento de Ana Cláudia de Souza Oliveira Flor foi marcado. O júri popular será realizado no dia 15 setembro, em Cuiabá. A decisão foi proferida pela juíza Mônica Catarina Perri Siqueira nessa quarta-feira (29).

A defesa da empresária, acusada de ser a mandante da morte do marido, Toni Flor, pediu que fossem exibidos depoimentos e interrogatórios na fase de leitura das peças em plenário e indicou quatro testemunhas para depor em plenário. O pedido foi aceito pela juíza responsável pelo julgamento.

Toni morreu depois de ser ferido a tiros enquanto chegava para treinar em uma academia da Capital, em 11 de agosto de 2020.

Durante as audiências de instrução processual, Ana Cláudia admitiu que encomendou a morte de Toni e justificou dizendo que sofria agressões dentro de casa. Contudo, a mulher alegou ter sinalizado a falta de interesse no assassinato do marido após o casamento ser reatado.

Porém, Igor Espinosa, apontado como a pessoa responsável pelos disparos que mataram Toni, nega que a mulher tenha voltado atrás. O jovem afirma ainda que Ana Cláudia o pagou após o crime.

Além de Ana Cláudia e Igor, a Promotoria também denunciou Wellington Honório Albino, Dieliton Mota da Silva e Ediane Aparecida da Cruz Silva por participação no crime. Sandro Lúcio dos Anjos da Cruz Silva responderá por falso testemunho.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior82% das infrações ambientais em MT levam mais de 5 anos para serem julgadas
Próximo artigoEvento discutirá políticas públicas para Mato Grosso