Caso Kedma: empresário quebra silêncio e acusa digital influencer de mentir

Kedma Oliveira denunciou o empresário Derli Jr por agressão no último domingo (3); caso aconteceu em Florianópolis

O empresário José Derli Rosa Júnior quebrou o silêncido nesta terça-feira (5) e publicou um texto e uma nota oficial sobre a acusação de que ele teria agredido a digital influencer Kedma Oliveira, então namorada de seu pai, José Derli Rosa.

O caso aconteceu em Florianópolis (SC) no último domingo (3) e foi divulgado pela jovem também em suas redes sociais, depois que ela tentou acionar a polícia, não conseguiu e, então, resolveu pedir ajuda a seus seguidores.

Reprodução / Instagram

Depois da denúncia, José Derli Jr chegou a ser preso, mas foi solto sob fiança de R$ 1 mil. Ele também fez vídeos pelo perfil no Instagram da esposa, Wanessa Jacone, zombando da situação e do fato de estar ganhando seguidores nas redes sociais por causa do ocorrido.

Porém, somente nesta terça-feira (5), se pronunciou diretamente sobre o caso, visto que estava sem celular.

Na primeira publicação em seu perfil, que logo foi apagada, ele disse que havia recuperado o celular e que “toda história tinha dois lados”.

“Peço que antes de atirarem pedras, se permitam a escutarem e entenderem de fato, para aí sim tirar suas próprias conclusões. Fazemos questão de compartilhar o que aconteceu!! Por favor, aguardem”, escreveu o empresário no primeiro story.

LEIA TAMBÉM

Em seguida ele publicou uma nota oficial, redigida por seu advogado, William Khalil em que diz que:

“Os relatos divulgados não correspondem com a verdade e que no momento oportuno e no campo certo serão devidamente esclarecidos na busca da verdade real, confiando plenamente no Poder Judiciário. Qualquer comentário ou afirmação não passará de mera especulação e tentativa de distorcer a verdade com o intuito de se aproveitar do momento”.

Apoio nacional

Enquanto isso, Kedma tem recebido mensagens de mulheres de todo o Brasil, inclusive famosas como Mayra Cardi e Roberta Zuninga, que criaram uma rede de apoio à jovem.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPFs infiltrados
Próximo artigo“Vão ter que me aguentar até 2022”, diz Bolsonaro