Caso Isabele: familiares e amigos fazem protesto para evitar liberdade de acusada

Julgamento de Habeas Corpus está empatado e desembargador Gilberto Giraldelli definirá a questão

Caso Isabele
(Foto: arquivo pessoal)

Familiares e amigos de Isabele Ramos Guimarães, de 14 anos, vão fazer um protesto na rotatória do Alphaville I, no bairro Jardim das Américas, pedindo que a “Justiça seja mantida” e que a adolescente amiga da vítima e acusada de matá-la a tiros continue internada no Complexo Pomeri.

A ato está marcado para quarta-feira (21) e as pessoas estão sendo convocadas a participar pelas redes sociais. No local, os manifestantes farão uma oração “pela memória de Bele” e cobrarão a manutenção da decisão que mantém a acusada internada.

A liberdade da adolescente acusada está sendo debatida no Tribunal de Justiça, na 3ª Câmara Criminal, desde quarta-feira (14). Enquanto o desembargador Rondon Bassil Dower Filho acatou o pedido da defesa para liberdade da adolescente, o desembargador Juvenal Pereira da Silva foi contra, mantendo a internação.

Agora, como o placar está 1 a 1, quem irá definir a questão é o desembargador Gilberto Giraldelli, que pediu vistas do processo.

Leiam também:

Entenda o caso

Isabele era moradora do Alphaville e foi na casa da amiga, onde morreu após levar um tiro no rosto. A autora dos disparos foi a filha dos proprietários da casa, amiga da vítima.

A acusada fazia tiro esportivo, que, na visão da acusação, a coloca em uma posição de entendimento sobre o risco de morte, bem como fortalece o dolo ou intenção de matar. No pedido de liberdade, o advogado defende que não houve a intenção e que o tiro foi acidental.

O crime aconteceu em 12 de abril de 2020.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorComércio poderá funcionar no feriado de Tiradentes em Cuiabá
Próximo artigoPneumonia pós covid-19