Caseiro que matou ex-patroa a marteladas durante discussão é preso

Ele declarou que, desde que cometeu o crime, ficou escondido na mata, com medo de ser preso, e se alimentando de banana verde

(Foto: Polícia Civil)

Um homem de 49 anos foi preso nessa segunda-feira (20) acusado de matar a ex-patroa, Marlene da Conceição Torres do Rego, 58 anos, a marteladas.

O crime ocorreu no início de maio. A vítima foi encontrada por uma vizinha, na cozinha da casa dela, no Assentamento Campo Verde, zona rural de Barra do Bugres, já sem vida.

Ao lado do corpo foi encontrado um martelo, segundo o suspeito, a arma do crime.

Investigação

A princípio, a polícia desconfiou que os assassinos poderiam ser dois jovens, um casal, que haviam esfaqueado um vizinho de Marlene um dia antes do homicídio.

Durante as investigações, porém, o casal foi preso em São José dos Quatro Marcos, confessou o crime contra o vizinho e deixou de ser suspeito do homicídio de Marlene.

Ao analisar o círculo de amizade da vítima, a delegada Renata Evangelista, responsável pelo caso, encontrou um ex-caseiro do sítio da vítima, que já tinha um mandado de prisão em aberto por um homicídio ocorrido em Comodoro.

A partir da descoberta, ele se tornou o principal suspeito e passou a ser procurado. Nessa segunda-feira (21), ele foi localizado perto da casa da vítima e foi preso.

Ao ser interrogado na delegacia de Barra do Bugres, ele confessou ter matado a antiga patroa a marteladas e disse que o crime ocorreu durante uma discussão entre os dois.

Ele contou, ainda, que, desde o crime, estava escondido na mata, com medo de ser preso, e que estava se alimentando apenas com banana verde, o que justificou, segundo os policiais que atenderam a ocorrência, a magreza em que ele se encontrava.

A delegada pediu a prisão preventiva dele e aguarda o resultado do laudo pericial do martelo apreendido para concluir o inquérito policial.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSolidariedade em ação: shopping de Cuiabá faz campanha do agasalho
Próximo artigoOnde passar a Lua de Mel no Brasil? Quatro ótimas opções para quem vai casar em 2022