Casal é preso por matar pedreiro, esconder corpo e apropriar da casa dele

Após cometerem o crime, eles ficaram na casa da vítima usando drogas

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Um homem de 43 anos e uma mulher de 22 anos foram presos nessa quinta-feira (27) acusados de matarem o pedreiro Valdemar Francisco da Silva, 61 anos, esconderem o corpo e se apropriarem da casa dele.

O crime foi descoberto após o proprietário da casa que Valdemar alugava acionar a polícia dizendo que havia um casal na casa de seu inquilino, no Bairro Chácara Carolina, em Sinop (500 km de Cuiabá), usando entorpecentes.

Uma equipe da Polícia Militar foi até a residência e encontrou os suspeitos e instrumentos para uso de drogas. Questionados, eles disseram que estavam na casa usando entorpecentes e cuidando do imóvel para o proprietário, que teria ido para Colíder recuperar uma motocicleta, que teria sido furtada em outubro de 2021.

Os policiais ainda encontraram nas coisas da mulher a CNH de Valdemar e um boletim de ocorrência registrado por ele dizendo que ela havia apropriado da motocicleta dele.

Diante das contradições da história contada pelos dois, ambos foram levados para a delegacia por violação de domicílio.

Confissão

Já na delegacia, eles foram separados e o homem acabou confessando que havia usado uma faca para matar Valdemar e que o corpo dele estava escondido em uma obra que os dois trabalhavam juntos, local que o crime também havia sido cometido.

Equipes da PM e da Polícia Civil foram até o local indicado pelo suspeito e encontraram o cadáver da vítima.

O caso foi registrado como isolamento e preservação de local com evento de morte, homicídio doloso, violação de domicílio, destruição, subtração e ocultação de cadáver.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmpresário é baleado e agredido durante assalto em sua casa
Próximo artigoTrânsito nas pistas internas da trincheira Jurumirim é liberado