Cansado do trabalho? Três dicas essenciais para quem pensa em trocar de carreira

O primeiro passo é saber que, seja lá qual for a opção, sempre haverá prós e contras

(Foto: Freepik)

De acordo com uma pesquisa global realizada pela Pearson, 76% dos brasileiros passaram a repensar suas trajetórias profissionais desde o início da crise do novo coronavírus. E cerca de 60% tem medo de precisar mudar de carreira por conta da pandemia.

“Mudar de carreira nem sempre é fácil, rápido ou indolor”, reflete Erika Linhares, executiva especializada em gestão de carreiras e co-fundadora da B-Have. E quem está avaliando essa possibilidade precisa estar atento a algumas questões.

“A gente pode mudar de área dentro da própria empresa, você pode querer mudar de empresa, ou ir para uma profissão completamente diferente, ou você resolveu empreender. Você também pode estar querendo sair do setor público para o privado ou vice-versa. Mas o ponto chave para quaisquer dessas mudanças é fazer isso de forma estruturada tendo um planejamento estratégico, financeiro e comportamental“, explica.

1. Analise vantagens e desvantagens

O primeiro e mais importante passo é saber para onde ir. Muitas vezes, o que a gente cobiça não é bem o que a gente deseja para a vida. Nessas horas, é necessário ter completa consciência dos prós e também dos contras.

“Empreender cobra maior responsabilidade do que quando você é funcionário. Mas, com certeza, pode ser a realização de um sonho, além da possibilidades de ganhos maiores. Já no sistema público, você tem que se auto gerenciar, se motivar, mas tem a questão da estabilidade. Conhecendo essas realidades você vai poder se preparar melhor e vai poder entender se você realmente quer essa transição e se tem comportamento e características para isso”, explica Erika.

2. Tenha um plano

O planejamento é fundamental. Se você quer se tornar um empreendedor, você precisa responder um questionário mental.

  • Quem é seu cliente?
  • Como é este mercado?
  • Quem é a concorrência?
  • Qual dor você vai curar?
  • Qual sua proposta de valor?
  • Quais são os seus canais para chegar até o cliente?
  • Como é que você vai se relacionar com ele?
  • Quais são os seus recursos financeiros necessários?
  • Quais são as parcerias e atividades chaves para sua entrega?
  • Como você fatura?
  • Onde você ganha dinheiro?
  • Qual é o custo envolvido neste projeto?

Para quem está pensando no setor público, é necessário se preparar, estudar e ter muita disciplina. “Exige muita perseverança até passar num concurso. É importante saber também do que você está abrindo mão para ter toda essa dedicação. Está preparado para isso?”, questiona Erika.

Em caso de mudança dentro da própria empresa para uma outra função, é importante saber o que vai ser exigido de você além daquilo que você já entrega. Quais são os objetivos e metas desse novo cargo.

Porém, se a opção é mudar de empresa, é imprescindível estudar para quais você gostaria de ir. E, a partir daí, fazer os contatos necessários, se preparar para as exigências na hora da entrevista, quando a vaga surgir.

3. Faça uma reserva financeira

Ter um planejamento financeiro é essencial para algumas dessas mudanças. O dinheiro guardado proporciona uma certa tranquilidade e, assim, você pode se dedicar à transição sem correr o risco de desistir porque precisa pagar os boletos.

Mas como em alguns casos essa poupança não é possível, Erika propõe que a transição seja feita de forma paralela.

“Vai causar menos sofrimento. Continue trabalhando com o que você já está acostumado, enquanto estuda uma outra possibilidade e, aos poucos, vá migrando. Quando você menos esperar já estará completamente inserido na nova carreira escolhida”.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEx-namorada denuncia ex-secretário de Estado por perturbação da tranquilidade
Próximo artigoRevista Time aponta Bolsonaro como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo