Candidato, sim! MDB garante Emanuel Pinheiro na disputa pela reeleição em Cuiabá

Partido também já tem 38 candidatos a vereador na Capital e a expectativa de eleger, pelo menos, quatro deles

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

A corrida eleitoral de 2020 começou. E, em Cuiabá, enquanto o prefeito Emanuel Pinheiro resiste em falar sobre o assunto, o MDB – partido ao qual é filiado – se julga pronto para passar enfrentar as urnas em novembro. Presidente do diretório municipal da legenda, o advogado Francisco Faiad afirma de forma taxativa: “temos Emanuel Pinheiro como candidato à reeleição”.

De acordo com Faiad, a chapa de candidatos a vereador também já está montada. O MDB lançará 38 nomes para concorrer as 25 cadeiras da Câmara de Cuiabá. A perspectiva do partido é eleger, pelo menos, quatro deles.

Na atual legislatura, a sigla conta com um único vereador: Juca do Guaraná Filho.

Candidato e com apoiadores

A partir deste ano, os partidos não podem mais fazer coligações para as eleições proporcionais. Mas, na perspectiva do MDB, isso não deve impedir uma “forte aliança” em torno de Emanuel Pinheiro.

Faiad explica que existem 11 partidos se articulando com o MDB para apoiar a candidatura à reeleição do prefeito. São as legendas que estiveram em um ato político realizado em dezembro de 2019: PV, PP, PTB, PRTB, PSD, PSDB, PL, PSC, PSB, PRB e Avante.

LEIA TAMBÉM

Contudo, sabe-se que o PSDB tem correntes distintas. Parte do grupo político quer apoiar a reeleição de Emanuel e outra defende uma candidatura própria encabeçada pelo empresário e ex-secretário de Estado, Luis Carlos Nigro.

O nome do candidato ou candidata a vice-prefeito saíra dentre os partidos que pretendem formar aliança com Emanuel Pinheiro. A decisão deve ocorrer antes das convenções partidárias, que podem ser realizadas entre 31 de agosto e 16 de setembro.

Quanto ao fator pandemia, que será preponderante nas eleições 2020, Faiad avalia que será um “novo tipo de campanha”. Para ele, a relação “corpo a corpo” com os eleitores será menor – por motivos óbvio -, por isso, a campanha será “muito mais midiática”.

“Vai ser diferente e exigir dos candidatos muita criatividade para fazer chegar aos eleitores com suas propostas”.

Confira novo calendário eleitoral

Fonte: Agência Câmara Notícias

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Penso que Quem está recandidatar , relançar nem pegará tantas siglas pode ser o contrário as ervas grudar no tronco que o Povo acompanha em três anos e onde meses de serviços
    Imaginemos Luzia Erundina em São Paulo e Bruno Covas, evidenciada os indicativos tem tão somente são prefeitos; por um lado a idade do ancião e por outro lado a saúde geral; se ambos tem domésticas claro que tem com um.o outro desacordo de política pública moral, financeira e os trâmites enfrentar. O ir e vir em Investir em nomes é pegar um inexistente Boulos e uma mulher mesmo como Deputado foi apenas dobraduras de Custos financeiros ao País; com aprendiz = Tabata Amaral Nós Povo deveríamos pagar como iniciante ao cargo função de interesses difusos + ocorre o baita salário de quem vai dar Voz ao.investidor quê poucas e poucos da sociedade reconhece o Financiar, assim também é Erundina foi ser Vereadora lembro muito bem mas ser candidata a prefeita de São Paulo é o.minimo o Sensor quebrado piorado.

  2. Não podemos mais cometer erros como esse. Eleger pessoas despreparadas e desqualificadas para gestão do Município. Corremos assim, o risco de ficar a mercê da sorte, sem planejamento prévio, sem programação efetiva de gastos. Uma gestão exclusivamente eleitoreira e demagoga. Esse olhar também serve para a Câmara municipal. Estamos mato sem cachorro !!!!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorImportância do exercício físico na terceira idade
Próximo artigoHomem é preso por dar enxadada na cabeça de seu cão de estimação