Candidato a federal, Emanuelzinho diz que pai votará em Wellington, apesar de coligação

Filho do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro vai concorrer a deputado federal na chapa do PR

(Foto: Ednilson Aguiar/OLivre)

O filho do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), Emanuelzinho (PTB), como é conhecido, afirmou durante convenção na tarde deste domingo (05) não ver problema em concorrer a deputado federal na chapa de Wellington Fagundes (PR), enquanto o pai está no MDB, partido que compõe aliança com Mauro Mendes (DEM). O herdeiro também afirmou que o voto do pai é de Wellington, apesar da coligação.

Sobre o prefeito Emanuel Pinheiro estar autorizado a subir no palanque de Wellington Fagundes, o candidato a deputado federal se limitou a defender a relação longa data do pai com o senador e candidato ao Governo pelo PR.

“O deputado Emanuel Pinheiro já tinha uma relação com Wellington. São amigos de longa data, construíram projeto político juntos e o senador apoiou o prefeito Emanuel Pinheiro na eleição em Cuiabá, então já havia um compromisso. O MDB optou por caminhar para outro lado, mas acho que quem pode responder é o próprio Emanuel Pinheiro”, afirmou.

Emanuelzinho também não acredita que a situação desencadeie “rixas”. “O voto ele já prometeu a Wellington. Tenho certeza de que toda força que ele poder dar vai ser dada, mas ele tem conversado com outros candidatos, porque o prefeito Emanuel Pinheiro é um homem de diálogo e tenho certeza de que não haver problema, nem rixa”, complementou.

Há algum tempo o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) não esconde seu descontentamento com o rumo tomados por seu partido nas eleições deste ano e não poupa elogios a Wellington Fagundes (PR). O emedebista também nega estar à frente de articulações que envolvam o PTB, partido do seu filho.

Leia mais:

Independente da posição do partido, Emanuel está fechado com Wellington

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. A candidatura deste Emanuelzinho é uma afronta ao bom senso. É a velha história do “filho de peixe peixinho é”. Ele pode até ser boa pessoa, repudiar e não aceitar a conduta do seu pai em rechear o paletó de propina. Mas é hora de renovar, nós não somos monarquistas, nosso regime é outro. Votar neste rapaz é entregar o país e o estado nas mão daqueles que nunca fizeram mas sempre estão no poder. É um verdadeiro retrocesso.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNo Paraná, Ratinho Junior terá empresário como vice na chapa do PSD
Próximo artigoTrês irmãs morrem afogadas em rio ao tentar salvar a irmã mais nova