Caminhoneiro mata colega por lugar na fila de abastecimento

Assassino disse que ter sido agredido com uma barra de ferro, por isso atirou

Um caminhoneiro de 70 anos matou a tiros um colega de profissão, de 47 anos, em posto de combustíveis na zona rural de Matupá (680 km de Cuiabá). O crime teria sido motivado pela disputa por uma vaga de abastecimento.

O crime ocorreu às margens da BR 163, por volta das 7h de sábado (20).

Policiais da 2ª Companhia de Polícia Militar de Matupá foram chamados para atender a ocorrência. No posto, encontraram o caminhão do suspeito.

Dentro do veículo havia um revólver calibre 32, com cinco munições deflagradas e uma intacta, possivelmente a arma utilizada no crime.

O assassino acabou sendo encontrado em uma área de mata fechada, localizada atrás do posto.

O caminhoneiro confessou ter matado o colega, argumentando que havia sido agredido com socos e uma barra de ferro. Ele disse não lembrar de ter acertado o primeiro tiro, mas que como a vítima ainda reagia, fez mais disparos.

No caminhão da vítima foram encontrados comprimidos de substâncias análogas à anfetamina (rebite).

O homem que atirou dirigia uma carreta bitrem e trabalhava para uma transportadora. Ele deve responder por homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

(Com assessoria)