Caixa 2 descartado

Delação infrutífera

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

A Justiça Eleitoral não conseguiu encontrar provas de caixa 2 na prestação de contas da campanha de 2014 do ex-governador Pedro Taques. As investigações giravam em torno de uma suposta doação de R$ 3  milhões pela cervejaria Petrópolis, que não teriam passado pelas vias legais.

Conforme a delação premiada do empresário Alan Malouf, o dinheiro seria para que o então candidato, assim que se tornasse governador, não interferisse nos incentivos fiscais recebidos pela empresa. Contudo, a denúncia mostrou-se infrutífera, uma vez que o valor estava devidamente lançado na prestação de contas.

Por não encontrar provas de nenhum tipo de crime, a Justiça Eleitoral determinou o declínio da competência e  encaminhou o processo para a Justiça Comum. No entanto, o ex-governador Pedro Taques solicitou o arquivamento do processo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPreços em alta: escassez de semicondutores deve continuar até metade de 2022
Próximo artigoEnem 2021 terá medidas de segurança contra covid-19