Cadela é arremessada de trincheira e PM faz campanha para encontrar culpados

Policiais passavam pela trincheira quando viram a cadela ser jogada e a socorreram imediatamente; o animal ficou bastante ferido

Foto: Polícia Militar

Na manhã desta sexta-feira (26), policiais do 10º Batalhão da Polícia Militar flagraram uma cadela sendo arremessada de cima da trincheira do Bairro Santa Rosa, em Cuiabá. Ao se depararem com a cena, de imediato, os policiais pararam o trânsito e resgataram o animal.

Era por volta das 7h30 da manhã quando o comandante do 10º BPM, tenente-coronel Cesar Roveri, que estava em patrulhamento na região com outro policial, viu um cachorro caindo de cima da trincheira do bairro Santa Rosa.

Ao se depararem com a cena, os militares fizeram o retorno, pararam o trânsito e perceberam que era uma cadela que estava com as patas visivelmente quebradas, sangrando pela boca, com a genital ferida, mas ainda com vida.

Policiais passavam no momento do crime e socorreram a cadela imediatamente (Foto: Polícia Militar)

De imediato, os militares acionaram um médico veterinário para ir até o local para socorrer o animal. Ainda na trincheira o veterinário aplicou anti-inflamatórios e morfina para aliviar a dor do animal e fazer retirada dele do local.

A cadela, batizada pelos policiais de Rosinha, já é idosa e está em estado grave na Clínica Veterinária Clube dos Bichos. Sob cuidados médicos e sem dor, os policiais que resgataram o animal esperam descobrir quem arremessou o animal na trincheira e principalmente estão esperançosos de que Rosinha ficará bem.

O tenente-coronel Cesar Roveri, que viu o animal sendo arremessado na trincheira, disse que a equipe não pensou duas vezes e resolveu salvar a cadela, que estava muito ferida devido a violenta queda que sofreu.

“Quando olhamos o cachorro caindo no concreto foi triste e desesperador para gente. Não pensamos duas vezes em parar a viatura e socorrer o animal. A Rosinha estava muito machucada, com as patas dianteiras visivelmente quebradas, então agilizamos o socorro para ela. Agora registramos um boletim de ocorrência e contamos com ajuda da população para saber quem praticou esse ato de maldade e covardia com um animal. Maus-tratos é crime”, destacou o comandante do 10º BPM.

Rosinha ficou bastante ferida e está sendo cuidada em uma clínica veterinária (Foto: Polícia Militar)

Os policiais agora torcem para Rosinha ficar bem de saúde e que ela finalmente encontre uma família que lhe der muito amor.

“Quando a Rosinha ficar boa queremos proporcionar a ela uma família adotiva, ninguém deve fazer isso, maltratar as pessoas, os animais. Esperamos dar um final feliz a Rosinha”, disse Roveri.

Quem tiver informações sobre quem jogou o animal pode entrar em contato pelo telefone 36244 1901, do 10º Batalhão de Polícia Militar, ou o disque denúncia 0800 65 3939, cuja ligação é gratuita.

(Com Assessoria)

A torcida é para que Rosinha se recupere e encontre uma família (Foto: Polícia Militar)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Com certeza se eu descobrice quem é os marginais eu não só denunciaria maís também amaria esses bandidos covardes na cadeia que é os que todos .merecem. E parabéns aos policiais que salvaram a vida dessa cadelinha

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLeitos de UTI em Mato Grosso podem se tornar insuficientes em cinco dias
Próximo artigoJustiça devolve criança com HIV aos pais “adotivos”, após ser levada para abrigo

O LIVRE ADS