Cadê o recibo das placas?

Secretário Bustamante não encontrou recibo de placas do MPE

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

“Você tem cópia do seu talão de cheque de 2010?”, perguntou o secretário de Segurança Pública (Sesp), Alexandre Bustamente, na rádio Jovem Pan FM, em Cuiabá. A pergunta faz alusão a um recibo referente a duas placas Wytron, que eram do Ministério Público de Mato Grosso (MPE) e foram cedidas à Sesp em 2010.

O caso veio à tona depois que militares, investigados pelo esquema da Grampolândia Pantaneira, afirmaram em juízo que o núcleo clandestino de escutas telefônicas instalado dentro da Polícia Militar, utilizou placas do MPE para a atividade ilegal. Informaram ainda que as placas teriam sido doadas por um ex-procurador-geral.

Depois da denúncia, o MPE passou a investigar o fato e revelou ter encontrado um termo de cessão das placas, assinado em 2010. No entanto, os equipamentos deveriam ter retornado ao órgão seis meses depois.

Conforme o secretário Bustamante, que era adjunto na época da doação das placas, a Sesp não encontrou o recibo dessa doação. Por isso, ele pediu que o procurador-geral, José Antônio Borges, envie uma cópia do recibo do Ministério Público. O objetivo é descobrir quem recebeu o equipamento e, assim, descobrir onde estão as placas.

“Na parte da Secretaria de Segurança Pública, não consegui achar o recebo. Mas as buscas ainda estão continuando. Nós estamos falando de coisas de 2010. Você tem cópia do seu talão de cheque de 2010? Não. Esse é o grande problema que se tem hoje, saber quem recebeu”, comentou em entrevista na rádio, na manhã desta quinta-feira (15).

Saiba mais sobre o assunto clicando aqui