Cachorro torturado por dono de pitbull está internado e passará por cirurgia

Verão foi torturado por cruzar com uma cadela de raça que estava no cio

Dona torce para que após a cirurgia Verão fique bem e volte para casa

O pequeno “Verão”, o cão vira-lata que foi torturado pelo dono de uma cadela Pitbull, foi internado nessa segunda-feira (2) e passará por uma cirurgia nesta terça-feira (3).

Após a repercussão do caso, a dona do cachorro, Marenil Maria de Campos, recebeu ajuda e uma clínica de Cuiabá internou o cão e está cuidando dele.

“Se eu fosse cuidar sozinha ele ia morrer, porque eu não tenho condições para pagar o tratamento”, disse Marenil.

Agora, Verão passará por uma cirurgia, que possibilitará que ele volte a urinar e defecar, o que não consegue desde o dia da agressão.

“Depois da cirurgia, tenho fé em Deus que ele vai melhorar. Meu bebezinho vai voltar para os meus braços, tenho certeza”.

O cachorro foi encontrado na rua por dona Marenil quando ainda era pequeno; ela o adotou e o cria há mais de dois anos como se fosse um filho.

“Ele é meu filho. Ele é dócil, todo mundo gosta dele aqui. Eu mesma sou apaixonada por ele. Fico ligando na clínica para saber como está o quadro dele”, contou.

Entenda o caso

Um homem de 50 anos está sendo acusado de enfiar um cabo de vassoura no ânus de um cachorro vira-lata depois que o animal cruzou com a cadela dele, da raça pitbull, que estava no cio.

A violência aconteceu na última sexta-feira (27), no Bairro Jardim Icaraí, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá) e, devido ao estado de saúde do cachorro, a dona dele registrou um boletim de ocorrência nesse domingo (1º).

Conforme o boletim de ocorrência, os dois cachorros escaparam de casa e cruzaram, mas quando o dono da cadela de raça ficou sabendo, ficou irritado e castigou o cão sem raça definida, colocando o cabo de vassoura no ânus dele várias vezes.

Segundo relato da dona, a ação rompeu a barriga do cachorro e todas as crianças da rua assistiram a cena.

Desde a sexta-feira, o cão, que ficou extremamente ferido, não come, nem evacua, só fica em casa chorando de dor devido às feridas abertas.

A mulher, no entanto, não tem condições financeiras de levá-lo a um veterinário e foi pedir ao vizinho causador da violência que pagasse pela consulta. Ela, no entanto, acabou ameaçada de morte.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Só não quero que venham pedir mais dinheiro”, diz Mauro Mendes
Próximo artigoMais iluminação, menos gasto