Brad Pitt compara crimes de Charles Manson a caso de Harvey Weinstein

Segundo Pitt, assassinato de Sharon Tate modificou Los Angeles para sempre

(Foto: Reprodução/O Livre)

Em divulgação de seu novo filme, Era Uma Vez em Hollywood, o ator Brad Pitt fez uma forte declaração ao comparar os crimes da “Família Manson” com os casos de assédio sexual e estupro envolvendo o produtor magnata Harvey Weinstein.

Ao Sunday Times, o astro começou explicando que o assassinato de Sharon Tate modificou Los Angeles para sempre.

“Pelo que meus pais descrevem, foi o fim de uma revolução idealizada. Tudo meio que se colidiu e acabou, tanto que alguns falam desse evento como uma conspiração. Foi o fim de uma era. Agora com Weinstein é mais porque penso que estamos recalibrando tudo, mas de uma maneira positiva”, declarou elogiando o movimento #MeToo.

Estrelando Brad Pitt, Leonardo DiCaprio Margot Robbie, o novo filme de Quentin Tarantino estreia somente em 15 de agosto no Brasil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRede de calçados Pampili possui diversos projetos sociais
Próximo artigoEx-secretário Paulo Taques se torna réu por esquema de grampos ilegais

O LIVRE ADS