Bovinocultura de corte só perde para a soja em valor de produção

Em comparação ao ano passado, o Estado apresentou crescimento de 16,94% no valor arrecadado

Crédito: Leonardo Soares/ Estadão Conteúdo

A bovinocultura de corte tem se destacado em Mato Grosso. De acordo com a 4ª estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), divulgada pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o valor apresentado é o maior montante nominal da história, com R$ 12,76 bilhões.

Conforme o boletim, a atual estimativa prevê uma ampliação de 16,94% ante o ano passado. Essa expansão tem sido estimulada por dois fatores. O primeiro é o “crescimento no volume de fêmeas abatidas”; o segundo, é o “aumento no preço médio de venda maior que em 2017”.

De janeiro a setembro, o volume de abate de fêmeas no comparativo com o mesmo período do ano passado, foi de 13,55%. Já o preço médio de venda foi 4,05% maior que em 2017.

Vale ressaltar que, no ano passado, o VBP registrou queda, fato inédito desde que o montante arrecadado pela produção agropecuária passou a ser medido.

Com o montante de 12,76 bilhões de reais, a bovinocultura de corte se sagra como a segunda principal atividade econômica da produção agropecuária de Mato Grosso, ficando atrás apenas da soja.

No entanto, o informativo adverte que, para a “manutenção dessa relevância, a cadeia deve continuar na constante busca por evolução”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro passa o dia no Rio; Haddad fica em SP
Próximo artigo“O Lula está preso, babaca!”, grita irmão de Ciro Gomes em ato petista; veja vídeo