Bolsonaro: vacina sem atropelo

Para o presidente, é importante esperar até o fim dos testes antes de escolher a vacina que será usada no país

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (26) que é importante aguardar até o final dos testes das várias vacinas anti-covid que estão sendo produzidas no mundo antes de escolher a que será usada no Brasil.

“Um jornal lá de fora publicou uma notícia promissora da vacina de Oxford! São várias empresas, universidades que estão buscando a vacina para covid. O que a gente tem que fazer aqui é não querer correr, não querer atropelar, não querer comprar dessa ou daquela sem nenhuma comprovação ainda“, explicou o presidente.

A vacina inglesa apresentou testes satisfatórios tanto em jovens quanto em idosos.

O presidente pontuou ainda que defende que a indústria farmacêutica crie medicamentos para o tratamento da covid e não invista todas as suas fichas na vacina, que deve demorar a ser aprovada.

“Eu doou minha opinião pessoal, não é mais barato e fácil investir na cura do que até na vacina? Ou jogar nas duas, mas também não esquecer da cura. Eu, por exemplo, sou testemunha, tomei a hidroxicloroquina, outros tomaram ivermectina, outros tomaram annita e deu certo! E pelo que tudo indica, todo mundo que tratou precocemente com uma dessas três alternativas foi curado!“,  concluiu Bolsonaro.

Veja o vídeo disponibilizado pelo canal Foco do Brasil:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Que fim de linha, hein, O Livre? Postando videozinho de Foco Brasil? E, em tempo: a vacina (já que não é a dele, é a do Doria) tem de ser “sem atropelo”, mas a cloroquina pode ser goela abaixo? Coerência mandou lembranças, e chamar isso meramente de jornalismo declaratório é gentileza. “Vocês, que fazem parte dessa massa…”

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Ficha suja”, Pedro Taques tem o registro de candidatura indeferido pelo TRE
Próximo artigoCrise já levou mais de 90 mil a procurar empréstimo em Mato Grosso