Bolsonaro manifesta apoio a movimento anticomunismo em Cuba

O presidente lembrou que os problemas de Cuba e Venezuela foram causados pelo comunismo

(Foto: Isac Nóbrega/PR)

Nesta segunda-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre as manifestações de cubanos contra o regime ditatorial socialista de Cuba. Em conversa com apoiadores, Bolsonaro lembrou que há pessoas no Brasil que apoiam os regimes comunistas.

Ainda de acordo com Bolsonaro, Cuba é uma ditadura que reprime com violência as manifestações por liberdade.

“[Os cubanos] Foram pedir liberdade. Sabe o que tiveram ontem? Borrachada, pancada e prisão. E tem gente aqui no Brasil que apoia Cuba, que apoia Venezuela… Gente que foi várias vezes para Cuba tomar champanhe com [Fidel] Castro, foi para a Venezuela tomar uísque com o [Nicolás] Maduro. E tem gente aqui que apoia esse tipo de gente. É sinal de que querem viver como os venezuelanos, como os cubanos”, afirmou Bolsonaro.

Culpa do comunismo

O presidente lembrou também que a culpa da atual situação de Cuba e Venezuela se deve aos regimes comunistas adotados nesses países.

“É o comunismo. O cara prega igualdade, mas todos são iguais na pobreza. Alguém sabe quanto é salário mínimo em Cuba? 20 dólares. Cem reais. Na Venezuela está atualmente em cinco dólares. Você tem que pegar uma sacola de dinheiro para comprar pão, se achar pão”, prosseguiu o presidente.

Veja a publicação

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTJ mantém prisão de policial acusado de pegar propina para acobertar crimes em MT
Próximo artigoImagens | Cubanos vão às ruas contra a ditadura comunista