Bolsonaro inclui Chapada dos Guimarães em plano para privatizar parques

Com a medida, a área deve ser concedidas à iniciativa privada para exploração do turismo

A Cachoeira Véu de Noiva não poderá ser vista no período de suspensão de visitas (Foto: Divulgação)

O governo federal incluiu nesta segunda-feira (10) o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, no programa de desestatização de unidades de conservação. Com a medida, a área deve ser concedidas à iniciativa privada.

A inclusão foi feita em decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Outras oito unidades entraram no pacote.

Atualmente, o parque é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). A ideia do governo federal é aumentar o fluxo turístico nacional e internacional.

Ao todo, o parque – que fica a 65 km de Cuiabá – tem 32.647 hectares, estabelecidos por força de decreto há 31 anos.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBarranco internado
Próximo artigoCorreios entra oficialmente em plano de privatização do governo federal