Bolsonaro garante que país tem seringas suficientes para iniciar vacinação

Para Bolsonaro, governo poderia ser acusado de corrupção caso tivesse comprado mais seringas por um preço elevado

(Foto: Isac Nóbrega/ PR)

No fim da noite desta quarta-feira (6), o presidente Jair Bolsonaro garantiu que o país possuí seringas suficientes para começar a vacinação contra o novo coronavírus. Hoje, o presidente informou que a vacina deve começar ainda em janeiro.

Durante o diálogo com seus apoiadores, na frente do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que poderia ser acusado de corrupção caso permitisse a compra de seringas e de agulhas mais caras do que o padrão.

“Nós fizemos um leilão para comprar seringas e o preço foi lá para cima. Então, nós suspendemos. Mas temos seringas suficientes para as primeiras 2 milhões de doses que estão para chegar. Agora, se a gente compra pelo preço lá em cima, a imprensa me acusa de ser corrupto, com preço superfaturado”, disse Bolsonaro.

O presidente ainda reclamou que sua fala sobre o auxílio emergencial foi tirada de contexto por parte da mídia.

“Queriam prorrogar o auxílio emergencial. Eu falei que o país está quebrado, a gente não aguenta mais pagar. Pronto, foi o suficiente para essa imprensa que nós temos aí falar besteiras”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMenos cadernos e mais computadores: papelarias estão com os dias contados
Próximo artigoFamília pede ajuda para realizar cirurgia de R$ 200 mil no coração de recém-nascido