Bolsonaro descarta possibilidade de intervenção militar no Brasil

O presidente respondeu a uma apoiadora, que cobrou uma nova intervenção militar no Brasil

(Foto: José Dias/PR)

O presidente Jair Bolsonaro ironizou os ataques e críticas que o governo vem sofrendo por parte da mídia e da oposição. Em conversa com apoiadores nesta terça-feira (25), em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente descartou qualquer possibilidade de intervenção militar no Brasil.

Durante a conversa com simpatizantes, uma mulher cobrou de Bolsonaro uma intervenção militar no Brasil. O presidente descartou essa possibilidade de forma enérgica, dizendo que uma ação assim não está em pauta.

“Tem algum posicionamento seu a favor do 31 de março de 1964? Vieram todos para cima da gente naquela época. Eu não vou discutir esse assunto aqui. Para quem não está contente comigo, tem Lula em 2022”, ironizou Bolsonaro.

Intervenção militar no Brasil

Desde 2015, manifestantes de diversas regiões do pais pedem que as Forças Armadas intervenham na política nacional.

Em Cuiabá, manifestantes já se reuniram diversas vezes para convocar que o Exército intervenha nos rumos da nação

Consequências políticas

Diversas vezes membros da oposição ao governo Bolsonaro já tentaram prejudicar o presidente afirmando que Bolsonaro segue uma linha não democrática.

No último ano, um pedido de impeachment chegou a ser debatido pela oposição devido a má interpretação de uma das falas do presidente.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMaioria dos autores de feminicídios tem parentesco com suas vítimas
Próximo artigoCâmara de VG