Bolsonaro anuncia sanção de auxílio

Estados e municípios vão receber R$ 60 bilhões do governo federal em quatro parcelas

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, presidente da República, Jair Bolsonaro e presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, durante reunião com os governadores na manhã desta quinta-feira (Foto: Marcos Corrêa/PR)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, deve sancionar ainda nesta quinta-feira (21) o projeto de lei complementar (PLP 39/2020) que garante auxílio de R$ 60 bilhões para Estados e municípios durante os próximos quatro meses.

O anúncio foi feito 15 dias depois de o projeto ter sido aprovado pelo Congresso Nacional, em uma reunião realizada com os 27 governadores por meio de videoconferência.

Bolsonaro aproveitou para pedir apoio à manutenção de um veto que vai fazer em relação à proibição de ajuste salarial de algumas categorias de servidores públicos.

O presidente não especificou em que ponto especificamente esse veto ocorrerá, já que o projeto exige como contrapartida dos Estados e municípios o não reajuste salarial de uma série de categorias até final de 2021.

A proposta garante que algumas áreas, como segurança, saúde, educação e outras, possam continuar tendo seus salários sendo reajustados.

Governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM) acompanhou a reunião de seu gabinete no Palácio Paiaguás, tendo ao lado o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho.

Mauro não falou durante a reunião, apenas os governadores do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB) e de São Paulo, João Dória (PSDB), escolhidos pelos demais para falar em nome de todos.

Governador Mauro Mendes acompanhado do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, durante videoconferência com o presidente Jair Bolsonaro (Fotos: Marcos Vergueiro)

Mato Grosso deve receber R$ 2,3 bilhões do auxílio e terá um alívio de pelo menos R$ 400 milhões no caixa até o final do ano em relação ao pagamento da dívida pública, que será suspensa com publicação da lei a ser sancionada.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEscolas de Cuiabá vão cobrar mensalidade mesmo se isolamento for esticado
Próximo artigoBombeiros resgatam jaguatirica que foi atacada por cães em MT

O LIVRE ADS