“Blitz” de vereadores aponta precariedade na estrutura da Policlínica do Planalto

Menos médicos que o necessário será um dos pontos apontados em relatório a ser entregue ao prefeito

Vereadores têm visitado de surpresa unidades de saúde da capital (Câmara Municipal)
Uma comissão formada pelos vereadores Misael Galvão (PTB), Toninho de Souza (PSD) e Luis Claudio (PP) realiza a “Blitz da Saúde”. Na manhã deste sábado (29), fiscalizaram a estrutura da Policlínica do Planalto, que avaliaram, está precária.
O presidente da Câmara, Misael Galvão, ressaltou que cobrará do prefeito Emanuel Pinheiro, uma reestruturação da unidade de saúde.
“Há com mofo, vazamentos, infiltrações, e isso para uma unidade de saúde é muito ruim e arriscado”, destacou.
Além disso, há ausência de medicamentos – como antibióticos e para distúrbios psiquiátricos – e o quadro clínico está defasado. A policlínica deveria contar com três clínicos gerais e dois pediatras a cada plantão, mas no momento da “blitz” haviam apenas dois clínicos e um pediatra.
“A falta de remédios para distúrbios psiquiátricos é muito preocupante, pois o tratamento exige uso constante”, enfatizou o vereador Luis Claudio, líder do prefeito no Parlamento Municipal.
De acordo com o presidente da Comissão de Saúde e Previdência Social do Legislativo, Toninho de Souza, um relatório detalhado sobre a unidade será elaborado e entregue às mãos do prefeito na quarta-feira (4).
“As deficiência são as mesmas em praticamente todas as unidades e isso não pode ocorrer. Vamos fazer o relatório e cobrar duramente uma posição do Executivo”, compromete-se Toninho.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Engraçado…na visita deles nao teve sec de ordem publica expulsando neh….depois de 3 anos??!!…isso deve ser feito pelo menos 2x por semana….é obgaçao de vcs!!! Venham na do verdao e veja….façam blitz na merenda escolar tb.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPara monarquistas, falta apelo popular para que o “Império do Brasil” seja restaurado
Próximo artigoBombeiros amparam moradores que tiveram casas alagadas depois de forte chuva